Site foi a rede social mais popular do Brasil até 2011

Criada em 24 de janeiro de 2004, a rede social Orkut completa dez anos nesta sexta-feira (24). O serviço, que já foi a rede social mais popular do Brasil, hoje tem audiência pequena. O Orkut, no entanto, ainda é maior no Brasil do que o Google+, rede social mais promovida pelo Google.

LEIA TAMBÉM:
Facebook é processado por suspeita de monitorar mensagens privadas

Segundo dados da Serasa Experian Hitwise, o Orkut teve apenas 0,64% de todas as visitas em redes sociais no mês de dezembro no País. O serviço fica em sétimo lugar do ranking, bem atrás dos líderes Facebook (68%) e Youtube (21,1%) e abaixo também de Twitter (1,77%), Ask.FM (1,69%), Yahoo Answers (0,97%) e Instagram (0,67%). O serviço, entretanto, está à frente do Google+, que obteve 0,47% das visitas, de acordo com a Hitwise.

Veja a evolução da página de entrada do Orkut

O Google+ é a rede social em que o Google concentra todos os seus esforços. Aos poucos, ela está sendo integrada a outros serviços muito populares do Google, como Gmail e Youtube. Mas, de acordo com os dados da Hitwise, todo esse esforço ainda não se traduziu em audiência no País.

Trajetória

O Orkut começou a fazer sucesso no Brasil ainda em 2004 e logo se tornou líder na categoria de redes sociais. Na época, o Facebook era apenas um projeto de Mark Zuckerberg e o Myspace era a maior rede social do mundo.

O Myspace ganhou uma versão para o Brasil em 2007, mas isso não foi suficiente para abalar a liderança do Orkut. A mudança veio apenas no final de 2011, quando o Facebook, que havia crescido 192% naquele ano, passou o Orkut em número de usuários no Brasil.

Em janeiro de 2012, a Comscore apontava que a rede de Mark Zuckerberg tinha 36 milhões de visitantes , contra 34,4 milhões do Orkut. A partir daquele momento, o Facebook consolidou seu domínio no Brasil, enquanto o Orkut caiu rapidamente e hoje ocupa uma posição discreta entre as redes sociais em uso no País.

Razões da queda

Ao longo dos anos, muitos especialistas questionaram se o Google não teria falhado ao ignorar o Orkut e deixar espaço para que o Facebook dominasse o mercado de redes sociais. No livro "Estou com sorte - As confissões do funcionário 59 do Google", Douglas Edwards, que trabalhava no Google e criou a famosa mensagem de erro "No donut for you" do Orkut, fornece algumas possíveis razões.

Segundo Edwards, uma das dificuldades do Orkut foi lidar com o forte crescimento de usuários do site. Como o site foi criado por apenas uma pessoa (o engenheiro Orkut Buyukkokten) como um projeto paralelo, o código e os servidores não estavam preparados lidar com tantos usuários ao mesmo tempo.

Em depoimento no livro, Paul Bucheit, criador do Gmail, diz que a rivalidade com a Microsoft pode ter atrapalhado o orkut. "Como o Orkut foi criado usando ferramentas da Microsoft, os engenheiros do Google simplesmente decidiram que não daria para fazer nada para melhorar o site. Eles simplesmente deixaram o produto morrer. E quando eles finalmente resolveram mudar todo o código e deixá-lo aceitável para os padrões do Google, o Orkut já estava derrotado e só havia vingado no Brasil". 

Essa tese é confirmada por Stephen Levy em outro livro, "In The Plex; How Google Thinks, Works and Shapes our Lives". Na obra, Levy escreve que Marissa Mayer, atual CEO do Yahoo! e na época executiva do Google, admitiu que, se o Google tivesse dado maior prioridade ao Orkut, o serviço poderia ter tido sucesso global.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.