Júri não conseguiu chegar a uma decisão unânime, segundo comunicado

Reuters

A ação envolvia três patentes cobrindo uma série de tecnologias relacionadas a smartphones, incluindo o Google Play
Reprodução
A ação envolvia três patentes cobrindo uma série de tecnologias relacionadas a smartphones, incluindo o Google Play

Uma juíza dos Estados Unidos anulou na quarta-feira (5) o julgamento sobre uma ação da detentora de patentes Intellectual Ventures contra a unidade Motorola Mobility, do Google, após o júri não conseguir chegar a uma decisão unânime, segundo um comunicado da Intellectual Ventures.

LEIA TAMBÉM: Google e Samsung anunciam acordo global sobre patentes

O julgamento envolvendo a Intellectual Ventures e a Motorola na corte federal de Delaware foi o primeiro da Intellectual desde sua fundação, há 14 anos, e viu o enfrentamento de duas adversárias no debate atual sobre a reforma de patentes nos EUA. A ação envolvia três patentes cobrindo uma série de tecnologias relacionadas a smartphones, incluindo o Google Play.

A juíza distrital Sue Robinson de Wilmington, Delaware, anulou o julgamento na quarta-feira, quase duas semanas após o início do julgamento e um dia após o júri começar a deliberar.

"Anulações de julgamento são um fato ocasional da vida, e é decepcionante" disse Melissa Finocchio, conselheira-chefe de litígios da Intellectual Ventures. A empresa está ansiosa para um novo julgamento, disse ela.

A Motorola manteve sua oposição. "Continuamos a acreditar que esta ação foi baseada em reivindicações exageradas de patentes com o objetivo de taxar a inovação", disse a empresa em um comunicado.

Por Dan Levine.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.