Governo dos Emirados Árabes Unidos quer entregar documentos e remédios com os veículos aéreos não tripulados de acordo com o The National

Drones têm um sistema de segurança que lê retina e impressões digitais
Reuters
Drones têm um sistema de segurança que lê retina e impressões digitais

Nesta segunda-feira (10), o governo dos Emirados Árabes Unidos mostrou aos jornalistas dois protótipos de drones, veículos aéreos não tripulados, de acordo com o The National . Segundo Noah Raford, assessor especial do gabinete do primeiro-ministro e xeique Mohammed bin Rashid, os drones fariam entregas de pequenos objetos de baixo valor, mas que têm certa urgência, como remédios e documentos de identificação.

ASSISTA: Amazon testa entrega com drones

Os drones funcionam com bateria, voam até três quilômetros de distância em uma velocidade de 40 km/h e carregam objetos pesando até 1,5 kg. Os pequenos veículos aéreos custariam cerca de R$ 2 mil cada (dH 4 mil). "Os preços estão caindo com os avanços tecnológicos. Um dos motivos pelos quais estamos investindo nisso é porque a viabilidade econômica e da tecnologia estão se unindo para oferecer serviços de alta classe”, disse o assessor.

Abdulrahman Alserkal, o engenheiro do projeto, disse que um sistema que reconhece impressões digitais e com scanner de retina vão proteger as cargas e os drones. Os protótipos devem ser testados em Dubai por seis meses, para verificar sua durabilidade e eficiência, e introduzidos dentro de um ano nos serviços prestados pelo governo.

Veja fotos da apresentação dos protótipos em Dubai:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.