Celulares da Nokia começarão a ser vendidos em março

Lumia 1520 traz câmera de 20 megapixels
Divulgação
Lumia 1520 traz câmera de 20 megapixels

A Nokia anunciou nesta segunda-feira (17), em São Paulo, o lançamento de dois novos celulares da linha Lumia no Brasil. Os modelos 1520 e 1320 chegam às lojas do País no mês de março. Ambos os aparelhos têm conexão 4G e rodam o sistema Windows Phone 8 com atualização Lumia Black. 

LEIA TAMBÉM:  BlackBerry cai 77% em 2013 e Windows Phone sobe 90%

O Lumia 1520 é um dos aparelhos mais avançados da Nokia, ao lado do  Lumia 1020 . Além da tela LCD de 6 polegadas com resolução Full HD (1.920 x 1.080) e Gorilla Glass 2, o aparelho vem com uma câmera com lentes ZEISS de 20 megapixels com tecnologia Pureview (a mesma do 1020) com estabilização óptica (OIS), flash duplo de LED e processador Snapdragon 800 com quatro núcleos e velocidade de 2,2 GHz. A bateria de 3400 mAh compatível com carregamento sem fio dura até 25 horas com uma conexão 3G (dados com 4G não foram fornecidos).

O Lumia 1520 tem ainda 2 GB de RAM, 32 GB de memória interna (além de entrada para cartão de memória de até 64 GB), Wi-Fi e também suporte para tecnologia NFC. Na parte frontal, uma câmera de 1.2 MP com grande angular que faz imagens de 720p e a tecnologia Nokia Rich Recording com quatro microfones. No Brasil, o aparelho chegará com preço de R$ 2.399.

Leia mais: Primeiras impressões do Nokia Lumia 1520

Lumia 1320 tem tela de 6 polegadas e 4G
Divulgação
Lumia 1320 tem tela de 6 polegadas e 4G

O Lumia 1320 também tem tela de 6 polegadas, mas a configuração é um pouco mais simples. A resolução da tela é HD LCD IPS (1.280 x 720) e a câmera traseira é de 5 megapixels e não tem a tecnologia Pureview. A câmera frontal oferece 0.3 MP VGA. O procesador é um Snapdragon S4 de dois núcleos e 1,7 GHz. A memória RAM é de 1 GB e há 8 GB de armazenamento interno, além de entrada para cartão de memória de até 64 GB. A bateria também é de 3400 mAh e sua duração de conversação estimada é de 21 horas no 3G. No Brasil, o aparelho custará R$ 1.399.

Ambos os aparelhos chegam ao País apenas nas cores branca e preta.

Conheça abaixo os produtos da linha Lumia:

Foco nos aplicativos

Assegurada pela chegada do Instagram , ainda que incompleto, ao Windows Phone em novembro do ano passado, a Nokia optou por fazer um evento de lançamento focado nos aplicativos. Programas de produtividade, jogos, entretenimento, viagem e, é claro, fotografia, ganharam destaque na coletiva de imprensa realizada em São Paulo. Além de gerentes da Nokia e da Microsoft, o fotógrafo Renato Stockler ficou encarregado de contar sua experiência com o 1520 e a tecnologia Pureview.

Veja também: 10 aplicativos úteis para Windows Phone

Os programas nativos da Nokia, como o Nokia Camera, o Nokia Storyteller, a plataforma de mapas HERE e o Nokia MixRadio ficaram evidência, ao lado de apps da Microsoft como o pacote Office Mobile e o One Note, entre outros. Hoje, são mais de 220 mil aplicativos na Windows Phone Store, incluíndo os principais títulos globais que nos primórdios do sistema operacional da Microsoft foram um obstáculo para a sua adoção.

Nos smartphones de 6 polegadas como o 1520 e o 1320, a tela inicial do Windows Phone 8 ganha uma terceira coluna de blocos dinâmicos para o usuário preencher com mais aplicativos de sua escolha.

A tendência das telas grandes

A chegada de dois aparelhos de tela grande da Nokia ao Brasil acompanham uma tendência global. De acordo com o gerente geral de mobilidade da Microsoft Brasil, Celso Winik, smartphones de tela grande já vendem mais que tablets mundialmente, e esta tendência está começando a chegar ao Brasil. "Esses smartphones estão no limite do tamanho de tela que cabe no bolso, que você consegue falar e que consegue trabalhar também, atendendo bem a essas três dimensões", afirma o executivo.

Bruno Freitas, analista da IDC presente no lançamento, acredita que um aparelho como 1320, com preço em torno de R$ 1.399, pode ser um produto interessante para um público que não quer gastar mais de R$ 2.000 em um smartphone de tela grande, mas quer um aparelho topo de linha. Ainda assim, ele afirma que o mercado de aparelhos high-end (ou topo de linha), movimenta volumes importantes e que vem crescendo no País, bem como a procura por telas maiores. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.