Sarah Slocum foi ofendida por frequentadores de um bar em San Francisco e teve seu Glass roubado por um homem

O óculos inteligente do Google pode ser adquirido por US$ 1,5 mil nos EUA e ainda está em fase de testes
Reprodução
O óculos inteligente do Google pode ser adquirido por US$ 1,5 mil nos EUA e ainda está em fase de testes

Uma mulher foi atacada por usar um Google Glass em um bar de San Francisco, nos Estados Unidos, segundo informações da CBS . O incidente aconteceu na noite de sexta-feira (21).

LEIA TAMBÉM: Tribunal nos EUA inocenta mulher que usava Google Glass enquanto dirigia

Sarah Slocum, editora contribuinte do Newsdab, disse que estava mostrando para alguém como os óculos inteligentes do Google funcionam quando um homem pegou o aparelho e fugiu com ele. Sarah perseguiu o assaltante e mais tarde conseguiu reaver o Google Glass de volta, inclusive com o vídeo que mostra o assalto. Na confusão, sua bolsa e seu smartphone também foram roubados.

De acordo com Sarah, antes do assalto, duas mulheres atiraram objetos e ofenderam-na por estar usando um Google Glass. Várias testemunhas, segundo a CBS, disseram que alguns clientes do bar estavam animados para ver como funciona o dispositivo, mas que outros ficaram preocupados com a possibilidade de serem registrados e pediram para Sarah tirar o acessório.

Uma das fontes da CBS disse que o bar, chamado Molotov, não é frequentado por grandes conhecedores de tecnologia. Localizado na Haight Street, o Molotov é, de acordo com a fonte, um dos locais mais punks da cidade e certamente não é uma zona amigável para o Google Glass.

O Google está atento a todas essas polêmicas envolvendo seus óculos inteligentes. Segundo matéria da Reuters, a empresa de Mountain View contratou lobistas para convencer legisladores de vários estados dos EUA a não proibir o uso do Google Glass no volante . Além disso, o próprio Google lançou recentemente uma lista com dicas do que fazer e do que não fazer com o dispositivo .

Veja abaixo o vídeo do assalto feito com o Google Glass:



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.