Cerca de 40 milhões de registros de cartões de crédito e débito e 70 milhões de registros de dados dos clientes foram roubados

Reuters

Por Aditi Shrivastava e Maria Ajit Thomas

Ataque da Target foi o segundo maior em uma loja dos EUA. Em 2007, mais de 90 milhões de cartões de crédito foram roubados na TJX Cos, operadora das redes TJ Maxx e Marshalls
Getty Images
Ataque da Target foi o segundo maior em uma loja dos EUA. Em 2007, mais de 90 milhões de cartões de crédito foram roubados na TJX Cos, operadora das redes TJ Maxx e Marshalls

A Target anunciou uma revisão de suas práticas de segurança da informação e a renúncia de sua diretora de informação no momento em que a varejista tenta tranquilizar os clientes e investidores depois de uma enorme violação de dados no ano passado .

LEIA TAMBÉM: Após ataques hackers, empresas dos EUA ampliam em 15% gastos com TI

A diretora de informação Beth Jacob é a primeira executiva de alto escalão a deixar a empresa na sequência da violação, que levou ao roubo de cerca de 40 milhões de registros de cartões de crédito e débito e 70 milhões de registros de dados dos clientes.

Beth, que ocupava o cargo desde 2008, será substituída por uma contratação externa, disse a Target em um e-mail à Reuters nesta quarta-feira (5).

O problema da Target foi o segundo maior em uma loja dos EUA, após o roubo de mais de 90 milhões de cartões de crédito ao longo de cerca de 18 meses, descoberto em 2007 na TJX Cos, operadora das redes TJ Maxx e Marshalls.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.