Previsão do IDC é que sejam vendidos menos de 300 milhões de PCs ate 2018 em todos os mercados

Mercado de PCs sofre concorrência de outros dispositivos nos mercados emergentes
Getty Images
Mercado de PCs sofre concorrência de outros dispositivos nos mercados emergentes

As vendas de PCs caíram 9,8% em 2013 em todo o mundo, a maior queda já registrada pelo IDC. De acordo com um relatório recente , os resultados dos quatro trimestres do ano passado foram melhores do que o esperado, mas as perspectivas de recuperação não são boas.

LEIA TAMBÉM: Produção mundial de PCs continua a cair

Nos mercados emergentes, os PCs já estão sofrendo forte concorrência de outros dispositivos. Já os mercados maduros tiveram uma leve melhora com a substituição de máquinas que utilizavam o Windows XP, versão que deixará de receber algumas atualizações por parte da Microsoft a partir de abril deste ano .

Para 2014, a previsão de crescimento é de 2%, e para os anos seguintes menos de 1%. O IDC acredita que o crescimento no longo prazo fique perto de zero e que o volume de vendas não passe de 300 milhões até 2018. Em 2013, foram comercializados 315, 1 milhões de PCs em todos os mercados.

De acordo com Loren Loverde, vice-presidente do segmento de PCs do IDC, os mercados emergentes eram o principal destino dos computadores pessoais (desktops, mini notebooks e PCs portáteis)  uma vez que esses mercados cresciam conforme o aumento da população. Nos últimos tempos, porém, essas regiões vêm crescendo menos economicamente. Além disso, a prioridade de compra de tecnologia mudou.

“Nós esperamos recuperar essas regiões no médio prazo e melhorar nas regiões maduras, mas o crescimento deverá estabilizar perto de zero por cento, em vez de conduzir o setor para volumes cada vez maiores, como vimos no passado", disse Loverde.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.