Recurso chamado de "Amigos Próximos" mostra que contatos estão por perto a partir de informações de GPS do smartphone

AP

Usuários do Facebook nos Estados Unidos em breve poderão ver quais amigos estão por perto usando uma nova ferramenta que a empresa anunciou nessa quinta-feira (17).

LEIA TAMBÉM: Facebook: 5 dicas de privacidade e segurança

O recurso “Amigos Próximos” (Nearby Friends, em inglês) precisa ser ligado pelo usuário, por isso não é preciso se preocupar em compartilhar sua localização sem saber. O recurso faz uso do sistema de GPS do smartphone para dizer aos seus amigos de Facebook que você está por perto, desde que eles estejam com o recurso ligado também. E ao invés de compartilhar sua localização exata, ele irá mostrar apenas que você está por perto, por exemplo, dentro de 2 km.

Novo recurso do Facebook, por enquanto só disponível nos EUA, usa o sistema de GPS do smartphone para mostrar os amigos próximos do usuário
Divulgação
Novo recurso do Facebook, por enquanto só disponível nos EUA, usa o sistema de GPS do smartphone para mostrar os amigos próximos do usuário

Se o usuário quiser, pode compartilhar informações específicas de localização com um amigo que deseja encontrar. Os contatos conseguem ver onde o outro está no parque, no aeroporto ou em um bairro específico, por exemplo. Por padrão, a localização do usuário será compartilhada apenas por uma hora, mas é possível mudar essa configuração.

O “Amigos Próximos” nasce em meio ao aumento da popularidade de aplicativos baseados em geolocalização como Tinder e o Hinge. Mas diferente desses apps, o recurso do Facebook permite que o usuário encontre pessoas de quem já é amigo, e não desconhecidos.

O Facebook, cujo slogan era “mova-se rápido e mude coisas”, levantou uma série de preocupações com essa nova ferramenta e tenta prevenir escândalos envolvendo questões de privacidade que pipocam quando a rede social muda seus serviços.

Seu novo slogan, “navio do amor” ( Ship Love ), é uma evidência das precauções tomadas com o “Amigos Próximos”, disse Jules Polonetsky, diretor do Fórum do Futuro da Privacidade, um grupo de reflexão apoiado pelo setor em Washington. Ele aconselha o Facebook sobre questões de privacidade, e fez uma consultoria para este mais recente recurso.

Ele acredita que o Facebook está mostrando "uma precaução mais profunda porque está ciente de que com um bilhão de usuários qualquer mudança precisa ser implementada de uma forma que não surpreenda o público." Isso é especialmente verdade quando se trata de privacidade, especialmente quando se trata de compartilhamento de localização.

“Uma vez que você traz isso para as massas, você precisa ter precaução”, afirmou Polonetsky, “por isso um inadvertido compartilhamento não é possível”.

“O ‘Amigos Próximos” não estará disponível para usuários com menos de 18 anos”, disse, Andrea Vaccari, gerente de produto da Facebook. Ele disse que a ferramenta "faz com que fique fácil de juntar amigos no mundo real."

Usuário pode escolher por quanto tempo irá compartilhar a sua localização com outros contatos que usam o recurso
AP Photo
Usuário pode escolher por quanto tempo irá compartilhar a sua localização com outros contatos que usam o recurso

Claro que toda essa preocupação e o lançamento mais lento significam que grande parte dos usuários ainda não têm esse recurso disponível, mas se tornará nas próximas semanas e meses. Inicialmente, o recurso será habilitado para usuários que devem apreciar ele, disse Vaccari, pessoas que fizeram checked in em vários restaurantes, bares e outros locais, usando o Facebook.

Ao contrário de outros recursos, o Facebook não está forçando as pessoas a usá-lo. Portanto, existe a possibilidade da ferramenta não ganhar popularidade.

Mas Vaccari está otimista de que isso acontecerá.

Vaccari entrou no Facebook em 2012 quando a empresa adquiriu a Glancee, startup que criou e que oferecia um serviço de encontrar pessoas próximas com amigos e interesses em comum. Ele vem trabalhando no recurso desde então.

Funcionários do Facebook estavam testando “Amigos Próximos”, e Vaccaria cita maneiras do recurso ajudar as pessoas a se reunirem.

“Quando duas pessoas aterrissam no aeroporto ao mesmo tempo em diferentes voos, eles veem que estão no mesmo lugar através do ‘Amigos Próximos’, e percorrem o caminho para a casa juntos”, explica. “Ou quando duas pessoas estão fazendo compras sozinhas em San Francisco, elas juntam forças depois de ver que estavam próximas”.

“Amigos Próximos”, diz Vaccari, não é para usar com cinco ou dez amigos com que o usuário se sente confortável para ligar ou mandar mensagem convidando para sair. Ao invés disso, ele afirma, é para amigos que gostam de passar um tempo juntos, mas não ligariam. “Amigos Próximos” dá esse empurrãozinho. Os usuários podem dizer com que eles irão compartilhar sua localização fazendo grupos ou escolhendo amigos.

O novo recurso do Facebook notifica o usuário de que um outro amigo que também utiliza o recurso está próximo
AP Photo
O novo recurso do Facebook notifica o usuário de que um outro amigo que também utiliza o recurso está próximo

Usuários que ativarem o recurso receberão um tutorial de como funciona. Além de ver que amigos estão por perto, é possível ver qual dos seus amigos está viajando, e ver que contatos estão usando o recurso mesmo que eles não estejam por perto.

O Facebook diz que não tem planos de ganhar com publicidade no “Amigos Próximos”. A empresa afirma que não é muito comum entregar anúncios baseados onde os usuários estão, para isso usa informações de cidade atual, a localização do computador e o número de IP do usuário.

    Leia tudo sobre: facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.