Tamanho do texto

Internet móvel chegará a 2,3 bilhões de pessoas

Entidade ligada à ONU, a União Internacional de Telecomunicações (http://www.itu.int) divulgou na última segunda-feira (5) que, até o fim deste ano, deverá haver um celular para cada habitante do planeta. Chegaremos a sete bilhões de aparelhos, sendo que 3,6 bilhões estarão na região de Ásia-Pacífico. Já a internet móvel chegará a 2,3 bilhões de pessoas, sendo que 55% desse total vivem no mundo em desenvolvimento.

Esses números reforçam a ideia de que estamos tornando a internet um meio perambulante. A banda larga fixa vai ficando para trás. Alguns dados recentes mostram, por exemplo, que 23,3% do consumo de mídia nos EUA serão feitos via mobile, enquanto 18% ficarão no velho desktop. É a primeira vez que isso acontece, e não haverá retorno.

Outro sinal de que caminhamos céleres para o mundo móvel é que o tempo gasto com redes sociais (ou, basicamente, o Facebook) chega a 24,5% via smartphones ou 23% nos tablets. No desktop, as redes ficam com 15,6% do tempo do usuário. E os games também estão nessa linha: apenas 2,3% do seu tempo são gastos com jogos no desktop, contra 4,4% nos smartphones e 5,8% nos tablets.

Não é por acaso que as grandes empresas de e-commerce estão muito empenhadas em criar apps, que são espécies de atalhos para o internauta. Você clica nele, e cai direto na loja online, por exemplo. Assim, dispensa-se o browser e, com isso, ganha da total atenção do possível cliente. Eis aí mais um nicho ótimo que se abre para programadores ‘made in Brazil’.