Mais de 100 estabelecimentos, entre estádios, aeroportos e shoppings, podem ser acessados pelo Google Indoor Maps

O Google lança nesta terça-feira (6) no Brasil o Google Indoor Maps, recurso disponível no Google Maps que exibe a planta baixa de diversos estabelecimentos de mais de 50 cidades brasileiras. De acordo com o próprio Google, o programa funciona como um diretório para ajudar os usuários a encontrar pontos de interesse dentro desses lugares: uma loja específica, restaurantes, escadas, elevadores, fraldário, acessos, estacionamento e etc.

LEIA MAIS: Pegadinha de 1º de abril do Google tem jogo de caça a Pokémons

No Brasil, o Google Indoor Maps mostra os mapas de aeroportos, estádios de futebol e shopping centers; são mais de 100 estabelecimentos no total ( a lista completa pode ser encontrada aqui ). Estádios de futebol como o Maracanã (Rio de Janeiro), Mané Garrincha (Brasília), Mineirão (Belo Horizonte), Arena Fonte Nova (Salvador) e Castelão (Fortaleza), foram mapeados. Dentro os aeroportos, estão Guarulhos e Congonhas (São Paulo), Santos Dumont (Rio de Janeiro), Afonso Pena (Curitiba), Salgado Filho (Porto Alegre), Juscelino Kubitscheck (Brasília), entre outros. 

Google Indoor Maps mostra os mapas de aeroportos, estádios de futebol e shopping centers
Reprodução
Google Indoor Maps mostra os mapas de aeroportos, estádios de futebol e shopping centers

O recurso pode ser acessado a partir do Google Maps tanto para desktop quando para dispositivos móveis (smartphones e tablets com Android ou iOS). Não é necessário fazer nenhuma atualização, os mapas internos aparecerão automaticamente quando o usuário ampliar a imagem de um local e desaparecerão quando o zoom diminuir. Em estabelecimentos que contam com vários andares, como os shopping centers, é possível ver o que há em cada um dos pisos por meio do alternador de andar, que fica no canto lateral direito da tela.

O Google Indoor Maps está presente em diversos países do mundo todo e exibe plantas baixas de mais de 10 mil estabelecimentos. Proprietários de empreendimentos podem adicionar novas plantas baixas ao Google Indoor Maps.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.