Órgão que regula sistema financeiro dos Estados Unidos pede cautela a investidores

Nesta semana, a Security Exchange Commission (SEC), órgão que gerencia o sistema financeiro dos Estados Unidos, emitiu um comunicado sobre a moeda virtual Bitcoin. O texto alerta para o risco de golpes e pirâmides financeiras com a moeda.

"Golpistas podem induzir investidores com a promessa de alto retorno financeiro ao investir em Bitcoin. Muitoos investidores podem não resistir a essas promessas", alerta a SEC no documento. 

A SEC alerta ainda para a dificuldade de rastrear operações com Bitcoin. "Instituições financeiras tradicionais não costumam se envolver em operações com Bitcoin, o que dificulta o rastreamento do dinheiro. Além disso, a falta de uma autoridade central faz com que seja mais difícil coletar informações sobre transações com Bitcoin", alerta o órgão.

Bitcoin passa por crise de confiança

Shrem: investigado por fornecimento de bitcoins para compra e venda de drogas
Wikimedia Commons
Shrem: investigado por fornecimento de bitcoins para compra e venda de drogas

Recentemente dois casos abalaram a confiança na moeda virtual Bitcoin. O primeiro foi a prisão de Charlie Schrem, dono do site BitInstant e uma das figuras de maior destaque no cenário de investidores em Bitcoin.

Ele atualmente está sendo processado nos Estados Unidos por facilitar a transferência de Bitcoins para usuários do site Silk Road, de compra e venda de drogas e armas.

O Silk Road foi fechado pelo FBI em outubro do ano passado e, durante as investigações, os agentes concluíram que Shrem era fornecerdor de bitcoins de Robert Faiella, que atuava como vendedor de bitcoins para os usuários do Silk Road.

LEIA TAMBÉM: Mesmo após prisão, Charlie Shrem continua a apostar no Bitcoin

Outro caso que abalou a confiança na moeda foi a falência do MtGox, principal site de compra e venda de bitcoins do mundo. O MtGox foi fechado em fevereiro deste ano após seus donos admitirem terem sido vítima de um roubo de bitcoins. Cibercriminosos teriam roubado teriam roubado cerca de R$ 1 bilhão em bitcoins de clientes do site. Há também suspeitas de fraude feita pelos próprios integrantes do MtGox.

LEIA TAMBÉM: Após sumiço do MtGox, EUA investigam mercados de Bitcoin

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.