Versão final do sistema será lançada entre setembro e dezembro

Nesta segunda-feira (2), começou a Worldwide Developers Conference (WWDC), conferência para desenvolvedores da Apple realizada anualmente em San Francisco (EUA). Como de costume, a empresa mostrou novidades de seus sistemas operacionais.

LEIA TAMBÉM:  Apple TV transforma sua TV comum em uma Smart TV

O iOS 8, sistema para iPhone, iPad e iPod Touch, ganhou um aplicativo de saúde chamado HealthKit, entre outras novidades. Já disponível para desenvolvedores em beta, a versão final do iOS 8 deve chegar para os consumidores entre setembro e dezembro deste ano.

HealthKit - O HealthKit é, como o nome diz, um aplicativo voltado para saúde. O objetivo do programa é reunir as informações sobre a saúde do usuário registradas pelo iPhone por meio de outros apps e também por pulseiras e relógios e inteligentes, por exemplo. Com o HealthKit, os dados com os indicadores de saúde e bem estar ficam todos em um só lugar. Inicialmente, a empresa vai trabalhar em conjunto com a Nike, empresa importante no setor de fitness, e com a Mayo Clinic.

A notícia segue anúncio da Samsung Electronics na semana passada sobre uma plataforma de armazenagem móvel de dados de saúde chamada SAMI (Samsung Architecture Multimodal Interactions). Não está claro como a Apple vai promover o Healthkit. A Samsung planeja promover a SAMI lançando um desafio para desenvolvedores e destinando um fundo de US$ 50 milhões para empreendedores iniciais de saúde digital.

Family Sharing - O Family Sharing é outra novidade do iOS 8 e permite que até seis membros de uma mesma família compartilhem arquivos do iTunes em seus dispositivos. Ou seja, um único cartão de crédito poderá ser utilizado para compras de até seis usuários diferentes. Pelo Family Sharing também é possível compartilhar calendários, lembretes e fotos. 

Notificações - O sistema de notificações do iOS 8 também mudou, e está mais parecido com o do Android. Atualizado, ele permite que o usuário faça várias ações, como curtir um post no Facebook, no próprio aviso, sem a necessidade de abrir um aplicativo, por exemplo. Tal funcionalidade estará disponível mesmo quando a tela estiver bloqueada. 

Teclado - O teclado do iOS ficou mais esperto e agora sugere palavras à medida que o usuário digita. Com o tempo, o sistema aprende com os erros do usuário e sugere a palavra correta. É um recurso já presente há algum tempo em sistemas concorrentes, como o Android.

Automação residencial - A expectativa de que a Apple fosse lançar algo que aproximasse o iPhone das casas conectadas se confirmou. Aos desenvolvedores, a empresa mostrou um HomeKit, aplicação que permite conectar os dispositivos com iOS a aparelhos inteligentes instalados nas casas para abrir portas de garagem, acender luzes e ativar câmeras de segurança. Os aplicativos desenvolvidos com base no HomeKit poderão fazer uso da Siri, assistente pessoal por voz. O usuário poderá, por exemplo, dizer "prepare-se para a cama" que a casa vai escurecer automaticamente as luzes e trancar as portas.

Outras novidades do iOS 8

- A Siri ganhou integração com o Shazam, aplicativo que reconhece músicas;

- A Apple mostrou uma nova linguagem de programação chamada Swift que seria mais rápida que a Objective-C;

- O TouchID, o leitor de digital, está aberto aos desenvolvedores para que eles possam criar apps que utilizem essa tecnologia de autenticação;

Mac OS X Yosemite traz visual remodelado

Além do iOS 8, a Apple anunciou também uma nova versão de seu sistema para computadores e notebooks, o Mac OS X. A versão 10.10, batizada de Yosemite, traz um visual bem diferente da versão anterior.

A principal modificação está no estilo dos ícones, que ficam mais abstratos e sem relevo (flat), ao estilo do iOS 7 e 8. O sistema tem ainda um recurso que escurece boa parte da tela, deixando o foco apenas na aplicação aberta. A tela de notificações do 10.10 traz um recurso que reúne todos os avisos do dia, como ocorre no iOS 8.

Uma das novas ferramentas do sistema é o iCloud Drive. Esse aplicativo mostra, no Finder, todos os arquivos do usuário hospedados no iCloud. Assim, o usuário pode mover e agrupar arquivos no iCloud da mesma forma que faz com arquivos guardados no computador. Bem similar ao concorrente Dropbox.

A sincronização com outros aparelhos da Apple também foi aprimorada. É possível começar a redigir um texto no Pages a partir do computador, por exemplo, e rapidamente transferi-lo para o iPad ou iPhone. Também é posssível criar um hotspot no iPhone diretamente no Mac, sem ter que tocar no celular.

Chamadas telefônicas recebidas no iPhone também podem ser encaminhadas para o Mac, ou seja, é possível atender a uma chamada telefônica no computador. Também é possível ligar para um contato a partir do Mac. O computador acessa o smartphone, que faz a chamada telefônica.

O Mac OS 10.10 Yosemite será grátis para quem tem computadores da Apple. O sistema está disponível para desenvolvedores a partir desta segunda-feira e deve ser lançado para todos os usuários entre setembro e dezembro deste ano.

Números da Apple

Como costuma ocorrer em eventos da Apple, a empresa aproveitou o WWDC para fornecer alguns números atualizados de seus serviços. Veja alguns dos mais interessantes.

- Mais de 800 milhões de aparelhos com iOS vendidos (inclui iPhones, iPads e iPods Touch)

- Mais de 100 milhões de iPods Touch vendidos

- Mais de 200 milhões de iPads vendidos

- Mais de 1,2 milhão de aplicativos na App Store

- Mais de 75 bilhões de downloads de aplicativos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.