Cerca de 600 mil usuários da rede participaram da pesquisa sem saber

Neste fim de semana, o Facebook foi duramente criticado por internautas e organizações de proteção à privacidade. O motivo foi a manipulação do news feed (página principal de atualizações dos perfis) para realizar um experimento psicológico.

LEIA TAMBÉM:
Saiba como evitar os chatos no Facebook

Durante uma semana de janeiro de 2012, cerca de 600 mil usuários do Facebook foram aleatoriamente escolhidos para participar do projeto, sem saber disso. O Facebook exibiu mais notícias positivas ou negativas propositadamente para esses usuários, para saber se isso afetaria positiva ou negativamente seu humor nas suas publicações seguintes.

O estudo foi liderado pelo pesquisador Adam Kramer, da equipe de psicólogos do Facebook, e, embora realizado em 2012, foi divulgado apenas na semana passada, em um site acadêmico.

Falta de aviso gerou polêmica

A constante mudança nos critérios usados para exibir conteúdo no news feed é parte do funcionamento natural do Facebook. E a manipulação do news feed por motivos científicos é autorizada pelos termos de uso do site, ainda que de forma genérica.

LEIA TAMBÉM: Europa forçará Google e Facebook a seguir regras de privacidade

Veja fotos da sede do Facebook nos EUA

Mas fato de que os usuários não foram notificados sobre a experiência irritou muitos internautas. Adam Kramer, líder da pesquisa, publicou um texto no Facebook desculpando-se pelo episódio. Kramer reafirmou sua crença na validade do estudo, mas admitiu que "o objetivo nunca foi irritar ninguém". Ele disse ainda que entende a preocupação de muitas pessoas sobre o estudo e lamenta a forma como ele foi descrito no documento acadêmico, disponível neste site (em inglês). 

Ao site da revista Forbes , o Facebook enviou um comunicado afirmando que a empresa "faz pesquisas para aprimorar o serviço e fornecer conteúdo cada vez mais relevante. Uma parte disso é entender como as pessoas respondem aos diferentes tipos de conteúdo, seja de tom positivo ou negativo, e incluindo notícias de amigos ou de fan pages". 

    Leia tudo sobre: facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.