Rede social perdeu espaço para outros projetos do Google

Nesta segunda-feira (30), o Google anunciou o que muitas pessoas já esperavam há algum tempo. A rede social Orkut, que fez muito sucesso no Brasil até ser ultrapassada pelo Facebook, será desativada. O Orkut funcionará apenas até o dia 30 de setembro deste ano.

Segundo o Google, até esta data nada mudará para os usuários. Eles poderão usar a ferramenta Google Takeout para baixar informações de perfil, fotos e outros dados da rede social para seus computadores. Mas a criação de novas contas já não é mais possível a partir desta segunda-feira.

Nem todo o conteúdo do site será tirado do ar. Um arquivo com as comunidades criadas no Orkut será mantido no ar mesmo após o fim do fechamento do Orkut. Quem não quiser que seus posts ou informações sejam exibidos nas comunidades deve remover o Orkut permanentemente de sua conta do Google. 

Veja a evolução da página inicial do Orkut

Ascensão e queda do Orkut

O Orkut foi criado em 2004 de forma despretensiosa por Orkut Büyükkökten, na época engenheiro do Google. A rede sodial não foi a primeira do gênero, mas rapidamente ganhou popularidade principalmente no Brasil e na Índia.

O Orkut foi a rede social dominante no Brasil até o final de 2011, quando foi ultrapassado pelo Facebook. Em janeiro de 2012, a comScore apontava que o Facebook tinha 36 milhões de usuários mensais, contra 34,4 milhões do Orkut . Em fevereiro deste ano, o Experian Hitwise classificou o Orkut apenas na sétima posição do ranking de redes sociais , com 0,64% do total das visitas da categoria, líder disparado, o Facebook teve 68% das visitas.

Razões da queda

Ao longo dos anos, muitos especialistas questionaram se o Google não teria falhado ao ignorar o Orkut e deixar espaço para que o Facebook dominasse o mercado de redes sociais. No livro "Estou com sorte - As confissões do funcionário 59 do Google", Douglas Edwards, que trabalhava no Google e criou a famosa mensagem de erro "No donut for you" do Orkut, fornece algumas possíveis razões.

Segundo Edwards, uma das dificuldades do Orkut foi lidar com o forte crescimento de usuários do site. Como o site foi criado por apenas uma pessoa (o engenheiro Orkut Buyukkokten) como um projeto paralelo, o código e os servidores não estavam preparados lidar com tantos usuários ao mesmo tempo. A lentidão e os frequentes erros do Orkut teriam desestimulado muitos usuários, que teriam migrado para outros serviços.

Em depoimento publicado no livro, Paul Bucheit, criador do Gmail, diz que a rivalidade com a Microsoft pode ter atrapalhado o Orkut. "Como o Orkut foi criado usando ferramentas da Microsoft, os engenheiros do Google simplesmente decidiram que não daria para fazer nada para melhorar o site. Eles simplesmente deixaram o produto morrer. E quando eles finalmente resolveram mudar todo o código e deixá-lo aceitável para os padrões do Google, o Orkut já estava derrotado e só havia vingado no Brasil".

Essa tese é confirmada por Stephen Levy em outro livro, "In The Plex; How Google Thinks, Works and Shapes our Lives". Na obra, Levy escreve que Marissa Mayer, atual CEO do Yahoo! e na época executiva do Google, admitiu que, se o Google tivesse dado maior prioridade ao Orkut, o serviço poderia ter tido sucesso global.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.