Empresa chinesa passa LG e tem 5,1% do mercado global de smartphones

A companhia chinesa Xiaomi foi o destaque do mais recente relatório da consultoria Strategy Analytics sobre o mercado de smartphones, referente ao segundo trimestre deste ano. A empresa passou a LG em número de unidades produzidas e se tornou a quinta maior fabricante de celulares do mundo, com 5,1% das unidades fabricadas no período.

No segundo trimestre deste ano, a Xiaomi produziu 15,1 milhões de smarphones, um crescimento de quase 300% em relação aos 4,1 milhões de aparelhos produzidos no ano anterior. A LG, sexta colocada, produziu 14,5 milhões de celulares no mesmo período.

Lei Jun, fundador e presidente da Xiaomi, em evento da empresa
Getty Images
Lei Jun, fundador e presidente da Xiaomi, em evento da empresa

O sucesso da Xiaomi está em seu país natal. Usando estratégias muito parecidas com as da Apple, a Xiaomi apresenta seus celulares como produtos premium e superiores a outros aparelhos com Android disponíveis na China.

O fundador da Xiaomi, Lei Jun, se veste de maneira similar a Steve Jobs em eventos e usa muitos dos bordões de Jobs, como o 'one more thing' (mais uma coisa) para anunciar produtos nos finais das apresentações.

Recentemente, a Xiaomi iniciou sua expansão internacional. A empresa planeja atuar em mais mercados, incluindo o Brasil, nos próximos meses. No ano passado, o brasileiro Hugo Barra foi contratado para gerenciar a expansão internacional da Xiaomi. Recentemente, a empresa comprou o endereço mi.com e passou a usá-lo como seu site para usuários de fora da China.

LEIA TAMBÉM:
Gigante de celulares da China, Xiaomi deve chegar em breve ao Brasil

Samsung lidera com folga

As outras informações do relatório da Strategy Analytics não são surpresa. A Samsung continua a ser a maior fabricante de smartphones do mundo, com 25,2% do mercado, seguida por Apple (11,9%), Huawei (6,8%) e Lenovo (5,4%), as duas últimas muito fortes no mercado chinês. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.