IBM PC 5150 popularizou o computador e fez com que a Microsoft se tornasse um gigante

5150 PC, criado pela IBM, inaugurou era dos PCs
Getty Images
5150 PC, criado pela IBM, inaugurou era dos PCs

No início dos anos 1980, computador era coisa de nerd. Empresas como Apple, Osborne e MITS (do Altair) já fabricavam computadores pessoais. Mas os equipamentos eram difíceis de usar e tinha utilidade limitada.

Isso mudou em 12 de agosto de 1981, quando a poderosa IBM lançou seu primeiro computador voltado para o usuário final: o IBM PC 5150. Com preço de US$ 1.565, ele era o modelo mais barato lançado pela empresa e era voltado tanto para escritórios como para uso doméstico.

A entrada da IBM no mercado de computadores pessoais mudou completamente o mercado. Conhecida do público médio e com contratos polpudos com governos e companhias de grande porte, a IBM trouxe credibilidade ao mercado e foi fundamental para popularizar o computador como ferramenta de trabalho e lazer.

As especificações do 5150 eram poderosas para a época, mas hoje em dia seriam amplamente superadas pelo celular mais barato. O computador tinha apenas 16 KB de memória RAM. Para efeito de comparação, smartphones avançados de hoje podem ter até 3 GB de RAM, mais de 187 mil vezes o valor do IBM PC. A memória de disco rígido era de apenas 40 KB. Atualmente, qualquer notebook vem com pelo menos 500 GB, mais de 12 milhões de vezes mais do que o PC da IBM.

FOTOS: computadores que marcaram época

Sucesso imediato

O IBM PC 5150 foi um sucesso de vendas. Segundo matéria do Guardian , a expectativa inicial da empresa era vender 240 mil unidades em cinco anos, mas essa marca foi batida em apenas um mês. A IBM continuou a liderar as vendas globais de PC até 1994, quando foi ultrapassada pela HP.

Ironicamente, alguns dos fatores que levaram ao sucesso do 5150 foram responsáveis pelo sucesso também da concorrência. A equipe que criou o primeiro PC trabalhou fora do modelo rígido e fechado da IBM, usando peças e tecnologias de fornecedores externos para montar a máquina, em vez de desenvolver internamente todos os componentes usados.

Entretanto, como nenhuma parte vital do 5150 era exclusiva da IBM, ficou fácil para outras empresas copiarem o design do produto e criarem PCs mais baratos, com as mesmas especificações.

IBM PC foi vitória Microsoft

Essa onda de clones beneficiou fortemente duas empresas. A primeira foi a Intel. A arquitetura do chip 8088 usado no IBM PC logo se tornou padrão de mercado e a fabricante de chips passou a vender seu produto para dezenas de outras empresas.

A segunda empresa foi a Microsoft. A IBM precisava de um sistema para seu PC e Bill Gates forneceu a solução, com uma versão do DOS para o IBM PC. Como o sistema não era exclusivo, a Microsoft passou a vendê-lo também para as concorrentes da IBM e rapidamente se tornou a maior produtora de software do mundo. Foi o início da parceria "Wintel" (Windows + Intel), que até hoje domina a computação pessoal em todo o mundo.

Venda para Lenovo

A concorrência cada vez mais acirrada e com baixas margens de lucro do mercado de PCs levou a IBM a vender sua divisão de computação pessoal para a Lenovo. Após a venda, realizada em dezembro de 2004, a IBM passou a funcionar apenas como provedora de serviços corporativos e incubadora para novas tecnologias.

Ironicamente, nove anos depois, a Lenovo passou a ser a maior fabricante de PCs do mundo. A empresa chinesa desbancou a HP, que havia superado a IBM em 1994 e por quase 20 anos havia liderado a lista. Atualmente, de acordo com os dados mais recentes do IDC, a Lenovo lidera o mercado de PCs com fatia de 19,6%, seguida por HP (18,3%), Dell (14%), Acer (8,2%) e Asus (6,2%).

Atualização 12/08/2014 - 11h22: matéria atualizada com a informação de que o sistema da Microsoft usado no 5150 foi o DOS, e não o Basic. Agradecimentos ao leitor Decio Oliveira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.