Aparelhos têm tela de Super AMOLED e só 6,6 mm de espessura

Samsung lança dois novos tablets
Emily Canto Nunes/iG São Paulo
Samsung lança dois novos tablets

A linha S da Samsung, conhecida por seus smartphones top de linha, acaba de ganhar seus primeiros tablets. Nesta terça-feira (19), João Pedro Flecha de Lima, vice-presidente mobile da empresa, e Roberto Sobol, diretor de produto, mostraram em coletiva de imprensa realizada em São Paulo os dois novos dispositivos premium da sul-coreana.

LEIA MAIS: Smartphone com tamanho de tablet é caminho sem volta

Sofisticados, com acabamento em bronze e versões em branco e em preto, seguindo os mesmos princípios de design do Galaxy S5, o Galaxy Tab S chega em dois tamanhos: 10,5 e 8,4 polegadas, ambos com apenas 6,6 mm de espessura. Rodando Android 4.4, os tablets chegam ao mercado brasileiro na última semana de agosto por R$ 2.049 – versão de 10,5 polegadas, e por R$ 1.799 – a versão de 8.4 polegadas.

Outro destaque dos aparelhos é a tela de Super AMOLED, que possui resolução de 2560 X 1600, quatro vezes superior ao HD e contraste 100 vezes maior do que o de telas LCD padrão. Para atender ao usuário que gosta de ver vídeos no tablet – 50% deles, segundo a empresa –, mas também de ler, a Samsung desenvolveu três modos de uso da tela: modo cinema, modo foto e o modo básico. A tela também é adaptativa, ou seja, se ajusta ao conteúdo e à luz ambiente.

Ambas as versões possuem conectividade Wi-Fi e 4G, além de 16 GB de memória interna, expansível para até 128 GB com cartão microSD. Os dois tablets têm memória de armazenamento de 3 GB e um processador Exynos 5 Octa (1.9 QuadCore + 1.3 GHz Core). As câmeras também são as mesmas: 8 megapixels na traseira e 2,1 megapixels na frontal. A bateria é um dos poucos itens que é diferente: 7.900 mAh no modelo de 10,5 polegadas e 4,900 mAh no de 8,4 polegadas. Segundo a Samsung, ambas as baterias permitem uso por até 11 horas.

Tanto o Tab de 10,5 polegadas quanto o de 8,4 polegadas possuem leitor de impressão digital, o que permite que os aparelhos carreguem até oito perfis diferentes. Outra novidade no software do Galaxy Tab S é o Side Sync 3.0, que espelha a tela do telefone no tablet e permite atender a chamadas ou a usar aplicativos do celular, como responder a mensagens. Há também o Modo Infantil, especialmente projetado para as crianças, possui interface lúdica, aplicativos dedicados de entretenimento e educação e opção de monitoramento dos pais.

Acessórios e concorrência

Além dos tablets, a Samsung anunciou uma linha de acessórios para ambos os dispositivos: a Book Cover, com três modos de ajuste, saíra por R$ 279 – versão de 10.5 polegadas – e R$ 239 – versão de 8.4 polegadas; a Flip Cover, que liga e desliga o aparelho ao cobrir a tela, custará R$ 209 para ambos os modelos. Além das capas, chegarão ao mercado o teclado Bluetooth por R$ 249 (branco) e R$ 399 ( preto com acabamento em alumínio). O mouse Bluetooth tem preço sugerido de R$ 189 e o Desktop Dock de R$ 169.

Considerados top de linha, as duas versões do Galaxy Tab S chegam para ampliar o portfólio da Samsung, mas se distanciam bastante dos tablets de preço baixo que estão conquistando os brasileiros. Sobre essa concorrência, João Flecha de Lima diz que muitos desses aparelhos baratos não são de boa qualidade.

Sobol, diretor de produto, lembrou o recente caso revelado pelo jornal Folha de São Paulo de que algumas fabricantes brasileiras como a DL e a Lenoxx são acusadas de venderem nas lojas equipamentos piores do que os aprovados pela Anatel. O caso foi denunciado pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.