Linha EVO de All-in-One combina monitor e CPU em uma peça

Três versões do EVO para Android, All-In-One da AOC, chegam ao mercado brasileiro até setembro para ajudar a empresa a recuperar a liderança que manteve por três anos no setor. Dois deles, um preto e um branco, possuem tela LCD de 19,5 polegadas. O terceiro, grande destaque da série, tem 21,5 polegadas e tela sensível ao toque. Os EVO de 19,5 chegam ao mercado por R$ 899 e o de 21,5 por R$ 1.199 e apenas na cor branca.

LEIA MAIS: Para 2014, AOC aposta em PC tudo-em-um com Android

Todos os aparelhos rodam Android 4.1 – uma atualização para o 4.4 está prevista para o final do ano –, e são equipados com processador Dual Core 1.5 GHz, 1 GB de RAM e 8 GB de memória de armazentamento (expansível para 32 GB), além de câmera HD de 720 pixels na parte frontal.

Posicionado pela AOC como uma evolução do PC tradicional, entre o computador e o monitor, o EVO para Android pretende se aproveitar do sucesso do sistema operacional do Google no Brasil para convencer quem já tem um smartphone ou um tablet Android a apostar na convergência. Com preços acessíveis e um sistema popular, a AOC quer conquistar todo tipo de consumidor que esteja buscando um computador de configuração fácil.

Já vendido na China e na Europa, o EVO para Android chega ao Brasil com mouse e teclado otimizado para o sistema operacional do Google. Um dos destaques do equipamento e aposta da AOC são suas entradas HDMI e VGA, que permite transformar o All-in-One em uma espécie de televisão ou segundo monitor, para Android ou Windows.

Com quatro conexões USB, os equipamentos possuem Wi-Fi, mas não Bluetooth. Segundo Elcio Hardt, gerente de produto do AOC, pesquisas mostram que o usuário brasileiro ainda não é um grande adepto desse tipo de conectividade. Os equipamentos também não possuem bateria, por isso, são chamados de transportáveis e não de portáteis.

A linha EVO para Android se destaca ainda por ter uma base ajustável e suporte VESA para colocar o PC na parede e diminuir ainda mais o espaço que ele ocupa na casa ou no escritório. Além de crianças e adolescentes familiarizados com o Android, a AOC mira o mercado corporativo, cyber cafés, hotéis, call centers e totens que precisam de uma tela sensível ao toque como a da versão de 21,5 polegadas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.