Programa lê para o usuário arquivos no formato Daisy

Disponível para Android, DDreader é um aplicativo gratuito de leitura de livros digitais acessíveis em formato DAISY 3.0 criado pela Fundação Dorina Nowill
Divulgação
Disponível para Android, DDreader é um aplicativo gratuito de leitura de livros digitais acessíveis em formato DAISY 3.0 criado pela Fundação Dorina Nowill

Nesta sexta-feira (22), começa a 23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, evento que marca também o lançamento oficial do aplicativo DDreader para Android. Desenvolvido pela Fundação Dorina Nowill, o programa permite que pessoas com parcial ou total ausência de visão tenham acesso a obras digitais por meio de smartphones e tablets de forma gratuita.

LEIA MAIS: Com Lev, Saraiva entra no crescente mercado de livros digitais

Este é o primeiro aplicativo no Brasil que proporciona a leitura de livros digitais em formato Daisy, antes só disponível para desktop. Segundo dados do IBGE de 2010 apenas 5% de toda a produção editorial está transcrita em formato acessível (braile, áudio ou digital acessível). No entanto, por meio do modo de acessibilidade (TalkBack), presente em grande parte dos dispositivos existentes, pessoas com déficit de visão também fazem parte dos milhões de usuários desse tipo de aparelho.

O DDreader para Android tem interface em português, inglês e espanhol, além de oferecer a opção de baixar a voz em MP3 ou do usuário utilizar a que já se encontra instalada em seu aparelho. Apesar de simples e prático, um manual acompanha o pacote de download, bem como o acesso a três livros digitais grátis, que poderão ser baixados no site da Fundação Dorina.

Entre os títulos gratuitos estão o lançamento da versão digital do Palavras Invisíveis. O livro em formato Daisy reúne 10 contos de autores brasileiros, como Luis Fernando Verissimo, Lya Luft, Eliane Brum, Ivan Martins, Fabrício Carpinejar, Martha Medeiros, Tati Bernardi, Carlos de Brito e Mello, Antonio Prata e Estevão Azevedo. Além deste, estarão disponíveis a publicação infantil Lesma no Metrô, da coleção inclusiva Brailinho Tagarela e, nas versões inglês e espanhol, Para Quem Quer Ver Além – Lições de Dorina Nowill.

O DDReader não é um substituto do braille ou da versão em áudio, mas sim um complemento. O usuário pode fazer o download de livros de domínio público no formato Daisy a partir do site de distribuição e suporte da versão Windows: www.daisylatino.org/ddreader.

MAIS: Veja outros aplicativos que foram destaque no App do dia:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.