SmartBand Talk também ganhou microfone e alto-falante

Principais responsáveis por fortalecer a tendência dos dispositivos de vestir, as pulseiras inteligentes estão por todos os lados da IFA 2014 , dos estandes aos braços dos visitantes. E o que começou como uma forma de registrar atividades físicas de atletas profissionais e amadores agora vai além. Aos poucos, o acessório vem se transformando em um diário eletrônico, que é como a Sony define a SmartBand Talk, segunda geração do seu gadget de vestir.

O conceito de diário eletrônico vestível, no entanto, é pouco para descrever o equipamento, que está mais inteligente do que o anterior graças a adição de um microfone e de um alto-falante, ambos embutidos. Não fosse pela chegada do Android Wear, a pulseira inteligente bem que poderia rivalizar com o SmartWatch 3, também apresentado na IFA pela Sony. Mas, para o bem da fabricante, o sistema dedicado do Google oferece funções que tornam o relógio inteligente muito mais completo.

Ainda assim, a SmartBand Talk se sobressai, especialmente se comparada às concorrentes na mesma categoria. O microfone e o alto-falante permitem que o usuário atenda uma chamada telefônica quando estivá em movimento ou ainda quando o smartphone está fora do alcance. Além disso, nessa nova versão, é possível configurar um número para ligar a partir do acessório, bem como criar comandos acionados por voz.

Outro diferencial da pulseira é também a mais aparente: sua tela de tinta eletrônica (E-Ink) de 1,4 polegada que transforma o gadget em relógio, uma vez que ela fica sempre ligada mostrando as horas, com visibilidade clara e baixo consumo de energia. A tela não é sensível ao toque, mas o Core, sensor que é a base das SmartBands da Sony, desempenha uma função quase similar, fazendo com que essa ausência nem seja sentida.

Como na primeira SmartBand da marca, basta bater levemente no aparelho para ativar funções como a de dar play em uma música ou passar para a próxima canção. Vale lembrar que, embora esteja mais abrangente, o objetivo da pulseira inteligente é que o usuário possa ativá-la também em movimento, sem que ele precise parar o que está fazendo para mexer no dispositivo.

A SmartBand Talk traz ainda um novo acelerômetro embutido e um altímetro que registram como e quanto o consumidor se move, informando com mais precisão os dados sobre as atividades físicas. Sensores como esses faziam faltam na versão anterior

Também é novidade o seu design: se antes o Core era encaixado em um compartimento na pulseira de borracha, agora não mais. A unidade já vem dentro de uma peça rígida que pode ser encontrada na cor preta ou branca. A pulseira, que deve chegar ao mercado em variadas cores, é encaixada nas pontas dessa unidade rígida, com a ajuda de dois pinos, um de cada lado.

A base da SmartBand Talk continua sendo o Lifelog, aplicativo para smartphones Android pelo qual é possível acompanhar os costumes do usuário nas redes sociais, quantidade e qualidade diária de sono, hábitos de leitura, entre outros dados. A função de bookmarks, de registrar algum evento com o simples apertar de um botão, reforça a função de diário eletrônico vestível divulgada pela Sony.

SmartWatch 3 roda Android Wear
Emily Canto Nunes/iG
SmartWatch 3 roda Android Wear

Relógio inteligente SmarWatch chega à terceira geração

Alem da SmartBand Talk, a Sony também apresentou a terceira geração do SmartWatch, seu relógio inteligente rodando Android Wear. Em relação ao seu antecessor, o acessório oferece um display LCD de melhor qualidade, com 1,6 polegada. Por outro lado, o tamanho da tela deixa o conjunto meio grande no pulso, especialmente os femininos.

O relógio conta com microfone embutido e uma série de sensores de precisão e monitoramento. O SmartWatch 3, assim como a SmartBand Talk, é protegido contra a entrada de poeira e é à prova d'água, como os anteriores.

Outro destaque é que o aparelho possui 4GB de memória local embutida, o que permite ao usuário sincronizar listas de músicas e simplesmente conectar um fone de ouvido Bluetooth para escutá-las, deixando o smartphone em casa graças ao acesso offline às músicas. Com o relógio, também é possível controlar a corrida com GPS usando o mesmo app Lifelog usado na SmartBand Talk.

O SmartWatch 3, assim como a SmartBand Talk, fazem o monitoramento de atividades e dados direto do pulso, e se conectam ao app via Bluetooth e NFC para atualizar as informações e fornecer relatórios ao usuário.

*A jornalista viajou a Berlim a convite da Philips.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.