WireLurker pode instalar aplicativos de terceiros em dispositivos com iOS via loja ou por equipamentos com USB

Reuters

iOS, sistema operacional do iPhone, é alvo de família de malware WireLurker
Reuters
iOS, sistema operacional do iPhone, é alvo de família de malware WireLurker

A produtora de software de segurança Palo Alto Networks disse ter descoberto uma nova família de malware que afeta o sistema operacional OS X, para desktops da Apple, e seu sistema operacional móvel iOS, de iPhones e iPads.

LEIA MAIS: iPhone 6 tem versões com telas de 4,7 e 5,5 polegadas

Representantes da Apple não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto, mas segundo a Palo Alto Networks, foram notificados há algumas semanas sobre o problema.

A nova família de malware, apelidada de WireLurker, "marca uma nova era no malware em plataformas móveis e de desktop da Apple", disse a empresa em comunicado. A Palo Alto Networks afirmou ter indícios de que os responsáveis pelo malware eram chineses. A ameaça se originou a partir de um aplicativo chinês de terceiros e parece ter afetado principalmente usuários no interior desse país.

O WireLurker pode instalar aplicativos de terceiros em dispositivos com iOS e pode, por meio de equipamentos com conector USB, pular de Macs infectados para iPhones, disse Ryan Olson, diretor de inteligência da empresa.

A propagação do malware teria se dado a partir de aplicativos infectados enviados para a loja de apps, que foram, por sua vez, baixados em computadores Mac. Segundo a empresa, mais de 400 aplicativos infectados foram baixados mais de 350.000 vezes até então. Uma vez que WireLurker entra em um iPhone, ele é capaz de infectar aplicativos existentes no dispositivo, algo semelhante ao que faz um vírus de computador, que infecta programas tradicionais.

Para a empresa, não está claro qual é o objetivo dos ataques. Não há nenhuma evidência de que os responsáveis tenham fugido com nada além de mensagens, IDs e contatos dos usuários, Olson acrescentou. Mas "eles poderiam facilmente ter o Apple ID e com isso fazer outra coisa, logo é uma má notícia", disse ele em entrevista.

MAIS: Veja como é o iPhone 6, da Apple, por dentro:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.