Decisão judicial atendeu a pedido de taxistas de Madri

Em mais um capítulo da longa lista de polêmicas do Uber, a Espanha proibiu a atuação da empresa em seu território. A decisão judicial atendeu a um pedido da associação dos taxistas de Madri e foi publicada em um site do governo .

O Uber é um aplicativo de "caronas pagas". Por meio do app, o usuário chama um carro particular que o leva aonde quiser, de modo similar a um serviço de táxi. O pagamento é feito por meio do aplicativo.

Justamente por se parecer com um serviço de táxi, o Uber tem sido alvo de diversos protestos de taxistas ao redor do mundo. Em muitos países, o transporte particular pago é concedido por lei apenas a taxistas, o que torna o serviço do Uber ilegal.

Na decisão espanhola, o juiz argumentou que não se trata de um debate sobre liberdade de mercado, mas apenas de uma proteção aos taxistas garantidas por lei. A ordem judicial também obriga empresas de pagamento eletrônico e de telecomunicações de fazer negócios com o Uber.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.