O ataque atingiu a reputação da Sony em termos de salvaguarda das informaçõe

Reuters

Cartaz de The Interview, com Seth Rogen e James Franco
Divulgação
Cartaz de The Interview, com Seth Rogen e James Franco

O estúdio de cinema da Sony pode enfrentar dezenas de milhões de dólares em custos gerados pelo grande ataque eletrônico que atingiu suas operações e expôs dados sensíveis, segundo especialistas em segurança digital.

LEIA MAIS:  Grupo que assumiu ataque contra Sony exige que "A Entrevista" não seja lançado

A conta será menor, porém, que os US$ 171 milhões estimados em custos incorridos pela Sony após a invasão da PlayStation Network em 2011, porque o ataque mais recente não parece ter envolvido dados de consumidores, afirmaram os especialistas.

Os principais custos gerados pelo ataque hacker incluem a investigação do ocorrido, manutenção ou substituição de computadores e medidas para bloquear futuras invasões contra os sistemas da companhia. Perda de produtividade durante a interrupção dos sistemas também deve ser somada à conta de custos.

O ataque, que acredita-se que tenha sido o mais danoso deste tipo já sofrido por uma companhia em território norte-americano, também atingiu a reputação da Sony em termos de salvaguarda das informações, disse Jim Lewis, membro sênior do Centro para Estudos Estratégicos e Internacionais.

"Normalmente, as pessoas superam isso, mas isso tem um efeito de curto prazo", disse Lewis, que estimou os custos incorridos pela Sony em US$ 100 milhões.

Normalmente leva pelo menos seis meses para se determinar o impacto financeiro total de uma invasão hacker, disse ele.

A Sony não quis revelar custos estimados, afirmando que ainda está avaliando o ataque sofrido pela Sony Pictures Entertainment.

As pessoas que clamaram responsabilidade pelo ataque publicaram na Internet filmes que ainda seriam lançados pela Sony, incluindo o musical de fim de ano "Annie".

Mark Rasch, um ex-promotor federal especializado em crimes digitais nos Estados Unidos, estimou os custos em até US$ 70 milhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.