Nova tecnologia aprimora TVs de LED e serve como alternativa ao OLED; televisores serão mostrados na maior feira de tecnologia do mundo

Reuters

A sul-coreana LG Electronics vai lançar uma nova linha de TVs de alta tecnologia no começo de 2015, reforçando sua oferta de produtos enquanto busca cortar custos que tornam seus televisores de diodos emissores de luz (OLED) caros demais para a maioria dos consumidores.

VEJA TAMBÉM:
Saiba o que é e como funciona a tecnologia de ponto quântico

Um porta-voz da segunda maior fabricante do mundo de TVs, atrás da rival doméstica Samsung, disse nesta terça-feira que a LG começará a vender produtos usando tecnologia de pontos quânticos no começo do ano que vem. Ele não revelou detalhes, incluindo preços.

A tecnologia incorpora um filme de minúsculos cristais emissores de luz em telas de cristal líquido (LCD) normais, aumentando a qualidade da imagem. A LG terá TVs de pontos quânticos de ultra-alta definição de 55 e 65 polegadas na feira de eletrônicos Consumer Electronics Show (CES) no mês que vem, em Las Vegas.

FOTOS:  a TV de 105 polegadas e R$ 300 mil da LG


A japonesa Sony é até agora a única grande fabricante de TVs vendendo modelos de pontos quânticos.

Esperava-se amplamente que a LG lançasse TVs de pontos quânticos no ano que vem, depois da companhia ter declarado sua intenção de usar os produtos em uma estratégia de duas frentes à medida que a empresa e sua afiliada, a LG Display, tentam fazer os preços de Oled caírem. Analistas dizem que pode levar anos para que as empresas da LG alcancem esse objetivo.

Os televisores Oled continuam caros: um modelo de ultra-alta definição de 65 polegadas lançado na Coreia do Sul no começo deste ano custava 12 milhões de wons (10.993 dólares). Uma TV comparável de pontos quânticos da Sony custa cerca de 3.799 dólares, segundo o site da empresa japonesa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.