Aparelho começa a ser vendido nos EUA nesta semana

AP

A BlackBerry está retornando às suas raízes com um novo smartphone que tem um teclado físico tradicional em uma época em que a maioria dos usuários adotou o teclado nas telas sensíveis ao toque.

LEIA TAMBÉM:
Tentando sair da crise, BlackBerry diminui lançamento de smartphones

Lançamento do BlackBerry Classic
AP
Lançamento do BlackBerry Classic

Com o Classic, o objetivo da BlackBerry é atingir seu principal público-alvo, usuários corporativos. O teclado físico ainda é querido por fãs da BlackBerry, que acham que é mais fácil digitar nele do que na tela. A empresa também enfatizou a duração de bateria e a segurança na apresentação do aparelho. 

"Muitas pessoas dizem que o Classic pretende atingir o público legal da BlackBerry, e é verdade", disse o CEO da empresa, John Chen. Mas ele também incentivou pessoas fora do círculo de fãs da BlackBerry, especialmente jovens, a testar o aparelho.

Com o lançamento do RIM 950, em 1999, a BlackBerry mudou a cultura de trabalho das empresas ao criar um dispositivo que acessava o e-mail facilmente. Alguns anos depois, uma nova geração de smartphones chegou e a empresa repentinamente perdeu o gás. 

A Apple mostrou que smartphones podiam ser usados para muito mais do que e-mails e chamadas telefônicas, e a BlackBerry demorou muito para atualizar seus smartphones.

Atualmente, a BlackBerry tem uma pequena fatia do mercado de smartphones. Em 2009, a empresa detinha quase metade do mercado. 

A empresa está tentando se manter relevante no mercado de smartphone ao mesmo tempo em que se transforma em uma empresa de serviços de segurança e software. É difícil prever se as vendas do Classic serão suficientes para manter a empresa no setor de hardware. 

GALERIA: veja aparelhos clássicos da BlackBerry


"Será um produto de nicho para empresas, com foco em segurança e voltado para países em que a BlackBerry ainda é relativamente forte. Mas o futuro da empresa não é o hardware", disse o analista Colin Gillis, da consultoria BGC. O Classic será vendido a partir desta semana nos EUA com preço de US$ 449. 

A BlackBerry vem aumentando esforços para incluir mais segurança em seus smartphones do que seus rivais. No lado do hardware, a empresa fez uma parceria com a Foxconn. A empresa de Taiwan participa do design e fabrica os produtos da BlackBerry, o que ajuda a reduzir custos. 

Chen, que assumiu como CEO da empresa 13 meses atrás, estipulou o objetivo de vender 10 milhões de smartphones em um ano. Para efeito de comparação, a Apple vendeu 39,3 milhões de iPhones apenas no terceiro trimestre deste ano. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.