Usuários dizem que têm menos capacidade para armazenar dados pessoais em aparelhos com novo sistema operacional

BBC

A companhia americana Apple está sendo processada por não informar usuários sobre a capacidade de memória exigida pelo novo sistema operacional. Segundo usuários, o iOS 8 exige tanto espaço da memória interna de iPods, iPhones e iPads que sobra aos usuários menos capacidade daquela veiculada em propagandas para armazenar seus dados pessoais nos aparelhos. A Apple ainda não se pronunciou oficialmente sobre o processo.

Leia também:  No dia 1º, Apple aumenta preços dos iPhones no Brasil

Cinco dos lançamentos tecnológicos mais aguardados em 2015

Apple aumenta preços dos iPhones no Brasil

A reclamação foi apresentada na Califórnia pelos americanos Paul Orshan e Christopher Endara. Eles afirmam que o iOS 8 pode ocupar até 23,1% da memória disponível em alguns dispositivos da Apple.

Além disso, segundo os autos do processo, aparelhos que possuam a versão anterior do sistema operacional, o iOS 7, quando atualizados, podem perder até 1,3 gigabytes de memória.

Orshan e Endara afirmam ainda que a quantidade de espaço exigida pelo iOS 8 pode levar os usuários a ficar rapidamente sem memória. Sem armazenamento, eles acabariam forçados a assinar o sistema de armazenamento em nuvem da Apple, o iCloud.

No processo, os americanos pedem milhões de dólares em reparação aos usuários que tiveram problemas de armazenamento com seus dispositivos da Apple.

Procurada pela reportagem da BBC, a Apple não retornou as ligações.

A última atualização para o iOS 8 foi disponibilizada no final de setembro, mas a Apple acabou forçada a tirá-lo de circulação logo depois e, posteriormente, relançá-la após verificar que alguns iPhone 6 não estavam conseguindo fazer chamadas. A Apple emitiu um pedido de desculpas público sobre a atualização e informou que "apenas" 40 mil pessoas foram afetadas pelo problema.