Entre protótipos e anúncios para o final do ano, a CES reúne produtos que bem que poderiam chegar também no Brasil

Maior feira de eletrônicos do mundo, a CES é palco de muita inovação e também de produtos que nunca mais voltam a dar as caras. Isso porque vários deles são apresentados ainda na fase de protótipo, enquanto outros são produzidos por empresas cujas novidades não chegam ao Brasil com facilidade. Confira abaixo 13 produtos da  CES 2015 que gostaríamos de ver por aqui:


Netatmo Welcome

Com um design para lá de elegante, a Welcome, da Netatmo, é uma câmera inteligente, capaz de reconhecer as pessoas cadastradas que chegam a sua casa. Equipada com uma tecnologia de reconhecimento de rostos, a Welcome não só avisa que aquele amigo está na sua porta, como também alerta o usuário quando um rosto desconhecido é avistado. A câmera de cinco megapixels e resolução Full HD tem um ângulo de visão de 180 graus e se comunica com smartphones para enviar notificações sobre quem chegou em casa e também alertas sobre estranhos.

Parrot Pot

O Parrot Pot é um bom exemplo de Internet das Coisas aplicada a casa. O Pot, como o nome sugere, é um vaso para plantas, só que capaz de fornecer água para a planta automaticamente. O vaso armazena até 2,2 litros de água e vem com quatro sensores que ajudam o usuário a medir a analisar a incidência de luz, a composição da terra, a temperatura e os níveis de fertilizantes. O vaso se conecta por Bluetooth com um aplicativo para smartphones, o qual possui diferentes modos de regar a planta. O app traz ainda uma biblioteca com mais de 8 mil plantas cadastradas.

GoBe

A GoBe é uma pulseira inteligente capaz de medir as calorias ingeridas pelo corpo do usuário logo após o consumo do alimento. A GoBe, segundo seus criadores, que são de origem russa, mede o fluxo de água dentro das células e partir daí é capaz de informar sobre as calorias. A apresentação dos dados da medição de calorias ocorre via smartphones, ou seja, o dispositivo pode ser sincronizado com smartphones que rodam iOS ou Android.

LEIA MAIS:  Pulseira polêmica promete medir calorias ingeridas por usuário

Ring

O Ring é um anel que tem como objetivo simplificar algumas ações do dia a dia. É um dispositivo que transforma gestões em atitudes como acender a luminária, ou começar a tocar uma playlist de música, entre várias outras. O anel prateado tem um sensor de toque, que funciona como botão de liga-desliga, e uma antena que o conecta via Bluetooth com o smartphone, onde está o app que faz a gestão das ações. O aplicativo permite que o usuário cadastre os gestos que pretende automatizar com movimentos ou, se preferir, que utilize alguns que já vem pré-cadastrados.

VEJA TAMBÉM:  IFA 2014: anel inteligente vibra quando celular recebe ligações

Melomind

O Melomind, da MyBrain, é um dispositivo que funciona conectado ao smartphone e que ajuda o usuário a melhorar a sua saúde, bem como seu bem-estar enquanto aprende a lidar com o próprio estresse. Parecido como uma tiara, o Melomind é um capacete de EGG, isto é, de eletroencefalografia: por meio de eletrodos contidos no dispositivo, ele registra as correntes elétricas do encéfalo e, por meio do aplicativo, toca músicas desenvolvidas especialmente para o dispositivo para relaxar o usuário.

BeamPro

O BeamPro é um aparelho de tela presença que permite que os usuários em teleconferência de fato participem das reuniões. Ele funciona de forma similar a um robô, que o usuário que não está no local controla à distância. Com isso, ao invés de ficar em uma TV, imóvel, a pessoa que está do outro da linha pode se movimentar pelo espaço, não só falando, mas também vendo e sendo vista, uma vez que o BeamPro é equipado com duas câmeras, seis microfones e uma tela LCD de 14 polegadas. O equipamento se movimenta graças a uma bateria de oito horas, possui conexão 4G e traz um software de conferência que é compatível com várias plataformas.

RocketSkates

OS RocketSkates, da Acton, é uma espécie de patins motorizado. A invenção funciona de forma simples: para acionar o motor, é preciso se inclinar para frente, ao inclinar-se para trás, os freios são ativados. Os dois patins trocam mensagens para que mantenham a mesma velocidade, sendo um dos pares é dominante. Os patins podem chegar a até 19 km/h, mas isso varia de acordo com o peso do usuário e a velocidade do vento. Os superpatins pesam 3kg cada e são ajustáveis para qualquer tamanho de calçado. A carga da bateria dura entre 45 e 90 minutos, permitindo trajetos entre 9,6 e 16 km. Os RocketSkates transmitem dados para um aplicativo no celular que mostra quanta carga de bateria resta, a distância percorrida, as rotas sugeridas para se chegar ao destino e a velocidade do momento.

MAIS:  Empresa cria patins motorizados como alternativa de transporte

Belty

O Belty nada mais é do que um cinto inteligente. Isso mesmo, um cinto para roupas, spo que capaz de registrar atividades do usuário. Criado por uma empresa francesa e com previsão de chegada ao mercado até o final deste ano, o Belty funciona de forma similar as pulseiras inteligentes, mas coleta dados do usuário a partir da sua cintura, e não do seu pulso. O cinto inteligente tem acelerômetro e giroscópio e envia tais dados ao aplicativo do smartphone. Além disso, ele se auto ajusta na cintura das pessoas. Ou seja, quando o usuário senta, o cinto expande automaticamente, se ajustando quando o usuário levantar.

Rolkers

Também de origem francesa, o Rolkers, da Dijon, é um patins que se prende ao pé do usuário para levá-lo onde ele desejar ir numa velocidade de até 11 km/h.  Pequenos e leves, eles podem ser carregados para todos os lados e possuem uma bateria que a empresa diz ser suficiente para um uso diário do transporte elétrico. Seu funcionamento é ativado mediante alguns movimentos do pé e ele também possui um aplicativo que ensina o usuário como proceder. O Rolkers ainda é um protótipo, mas a Dijon espera lançá-lo ainda neste ano.

Giroptic

A Giroptic é um dos protótipos mais legais da CES 2015. Também lançada no Kickstarter e de origem francesa, a câmera se apresenta como a primeira verdadeiramente capaz de fazer fotos e vídeos em 360 graus. Tal habilidade é garantida por três lentes de 185 graus do tipo olho de peixe que funcionam de forma sincronizada e simultânea. A Giroptic é a prova d’água, e leve, pois pesa apenas 180 gramas. Com uma bateria recarregável, o dispositivo tem espaço para cartão de memória de até 64 GB e três microfones para quando o usuário quiser fazer vídeos em Full HD. Graças ao Wi-Fi embutido, a câmera pode não só transmitir por streaming, como também se conectar ao aplicativo correspondente para dispositivos móveis. A função de TimeLapse é uma das tantas que a câmera possibilita.

Shine com Svaroviski

Um dos estandes mais frequentados, especialmente por mulheres, foi o da Misfit. A parceria com Svaroviski resultou em belíssimos e brilhantes acessórios para o Shine, um dispositivo vestível pouco maior que uma moeda que pode ser usado em qualquer parte do corpo. Com os acessórios da Svaroviski, o Shine vira colar e também pulseira. Capaz de se carregar com energia solar, o Shine é a prova d’água. Além das atividades físicas, o Shine registra a qualidade do sono do usuário e alimenta um aplicativo para dispositivos móveis como outros aparelhos do tipo com todos esses dados.

Socialmatic

A Socialmatic é uma máquina fotográfica da Polaroid que é praticamente igual ao ícone do Instagram. Enquanto Polaroid, ela é capaz de imprimir as fotos que você faz nela, mas muito mais do que isso. Rodando uma versão adaptada do Android, ela tem duas câmeras, uma de 14 megapixels na parte da frente e uma de dois megapixels na parte traseira, GPS, Wi-Fi e conexão Bluetooth para compartilhar as fotos nas redes sociais. Disponível nas cores preta ou branca, a câmera imprime colorida na proporção 2x3 e tem uma tela de 4,5 polegadas para pequenas e rápidas edições e vários acessórios que a deixam ainda mais bonita.

Re Camera

A Re Camera, da HTC, é um acessório para smartphones e tablets bem simples. Basicamente se trata de uma câmera portátil capaz de fazer fotos e vídeos que possui uma lente de 145º e funciona com o único apertar de botão. Resistente a água quando submersa em até um metro, a câmera de 16 megapixels se conecta tanto a aparelhos Android quanto iOS por Wi-Fi Direct ou Bluetooth. Bastante verstátil e prática, ela possui ainda uma ampla gama de acessórios para que o usuário possa tirar fotos quando em movimento. As fotos são armazenadas no acessório e também sincronizadas com o aparelho ao qual está conectada via aplicativo.

*A jornalista viajou a Las Vegas a convite da Qualcomm.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.