Com Galaxy E, Samsung eleva padrão de seus modelos mais acessíveis

Por Emily Canto Nunes , enviada a Mônaco  * |

compartilhe

Tamanho do texto

Novos smartphones chegam em março com tela grande e com tecnologia Super Amoled, suporte para dois chips e redes 4G

Anunciada em Mônaco durante o Samsung Fórum, a linha Galaxy E é a primeira série de phablets – como são chamados os smartphones de tela grande – de entrada da companhia sul-coreana na América Latina. Previstos para chegar em março, os aparelhos retratam um novo momento da categoria no Brasil.

LEIA TAMBÉM:
Conheça os detalhes do Tizen, o novo sistema de TVs inteligentes da Samsung

Na opinião da Samsung, a maturidade do mercado deverá ser refletir no comportamento do consumidor, já disposto a pagar mais de mil reais em um smartphone considerado de entrada.

Veja fotos dos novos smartphones da Samsung

E7 tem tela de 5.5 polegadas e versões nas cores branco perolado e preto. Foto: Emily Canto Nunes/iGLinha Galaxy E tem uma fita metálica na lateral do aparelho. Foto: Emily Canto Nunes/iGBotões  da linha Galaxy E são retroiluminados. Foto: Emily Canto Nunes/iG Câmera frontal da linha Galaxy E é de 5 megapixels. Foto: Emily Canto Nunes/iG Câmera traseira é de 8 megapixels no E5 e de 13 megapixels no E7. Foto: Emily Canto Nunes/iG E5 também possui versões  nas cores preto e branco e tem tela de 5 polegadas. Foto: Emily Canto Nunes/iGNa linha E as portas do chip e do cartão micro SD são embutidas. Tanto o E5 quanto o E7 são dual chip. Foto: Emily Canto Nunes/iG Aparelhos da linha Galaxy E tem tela Super Amoled e conectividade 4G. Foto: Emily Canto Nunes/iGJ1 é o novo modelo mais básico da Samsung e chegará ao Brasil por menos de mil reais. Foto: Emily Canto Nunes/iGJ1 tem bateria removível . Foto: Emily Canto Nunes/iGJ1 foi apresentado nas cores branco e azul marinho. Foto: Emily Canto Nunes/iG J1 tem tela de 4.3 polegadas. Foto: Emily Canto Nunes/iG


O E5 tem tela de 5 polegadas enquanto E7 tem tela de 5,5 polegadas e por isso se enquadram no conceito de phablets. Ambos os aparelhos são 4G e dual chip, com display Super Amoled e câmera frontal de cinco megapixels otimizada para selfies. O E5 custará R$ 1.149 e o E7 sairá por R$ 1.349. Os dois devem chegar nas cores preto e branco perolado.

Segundo Roberto Soboll, diretor de produtos mobile da Samsung Brasil, o lançamento reflete esse novo momento do mercado nacional e uma decisão da própria empresa, que há mais de um ano não anuncia aparelho básicos (feature phones) para o Brasil.

LEIA TAMBÉM: Com tela curva, Galaxy Note Edge será lançado no Brasil

De acordo com o executivo, o motivo de ambos chegarem por mais de mil reais é consequência do posicionamento dos produtos, e não está diretamente relacionado a alta recente do dólar. A câmera frontal, o design fino e a tela Super Amoled são diferenciais importantes para aparelhos de entrada, na opinião de Soboll.

Apresentada pouco depois da linha Galaxy A, que chega ao Brasil em três versões bastante similares, a linha Galaxy E confirma outra estratégia da Samsung: a de ter opções para todos os públicos, com pequenas diferenças de configurações e, é claro, de preço. A linha E é equipada com processador quad core da Qualcomm de 1.2 GHz e 16 GB de mémoria interna, expansível para 64 GB com cartão micro SD, e roda Android 4.4.

Os aparelhos E5 e E7 se diferenciam em outros detalhes, além das 0,5 polegadas da tela: a câmera traseira do E5 é 8 megapixels enquanto a do E7 é de 13 megapixels. A memória RAM também é diferente: 1.5 GB no caso do E5 e 2 GB no caso do E7. A bateria é outra distinção: 2.400 mAh no E5 e 2.950 mAh no E7. Nenhuma das duas é removível.

Primeiras impressões

De fato, nenhum dos aparelhos se parece com o que estamos acostumados a associar com o conceito de smartphone de entrada. Além da tela grande e de ótima qualidade, ambas HD, os smartphones aparentam sofisticação graças ao detalhes em metal nas laterais e às portas embutidas. Os dois são leves e finos e serão vendidos na opção elegante chamada de branco perolado. A traseira não removível dá mais corpo ao aparelho, bem como o material utilizado, resistente e com uma boa pegada.

Um terceiro aparelho, também apresentado pela Samsung em Mônaco, deverá ser o mais barato smartphone da empresa em 2015. O J1 tem tela de 4.3 polegadas e pesa 122 gramas. A câmera frontal é de 2 megapixels e traseira de 5 megapixels.

O J1 funciona na rede 3G, tem conectividade Bluetooth, Wi-Fi e roda Android 4.4, 768 de memória RAM, 4G de armazenamento e bateria de 1.859 mAh. Neste caso, a bateria é removível, o que deve agradar fãs de baterias extras. O modelo também tem duas opções de cores: branco e azul marinho

* A jornalista viajou a Monaco a convite da Samsung

Leia tudo sobre: samsunggalaxysmartphones

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas