Em 2015, empresa líder no segmento de televisões no Brasil comemora 20 anos de presença no País. Serão lançados cerca de 50 novos modelos de TVs, com destaque para as telas curvas, OLED, 4K, ponto quântico, e nova versão do WebOS

Modelo curvo OLED e resolução Full HD está em promoção: por R$ 9.999 consumidor compra uma TV OLED de 55 polegadas e leva uma LCD 4K de 42 polegadas de graça
Divulgação
Modelo curvo OLED e resolução Full HD está em promoção: por R$ 9.999 consumidor compra uma TV OLED de 55 polegadas e leva uma LCD 4K de 42 polegadas de graça

Não é de hoje que a LG promove o OLED no Brasil. Desde 2013, quando anunciou seu primeiro produto com esse tipo de display , a empresa vem aumentando o número de televisores com a tecnologia no seu portfólio. Em 2015, ano em que a empresa celebra 20 anos de presença no Brasil, pelo menos quatro modelos devem chegar às lojas brasileiras. E, para fortalecer sua posição de embaixadora do OLED, tecnologia apontada como evolução do LCD, a LG está lançando mais uma promoção.

No ano passado, a sul-coreana já baixou drasticamente os preços das suas televisões com tela OLED , cerca de 75% de desconto. Desta vez, a promoção é um pouco diferente: na compra de uma TV curvada e OLED com resolução Full HD de 55 polegadas (modelo 55EA9800), o cliente ganhará uma televisão de 42 polegadas com tela LED e resolução 4K totalmente de brinde. A TV de 55 polegadas é vendida por R$ 9.999 e a promoção é válida por tempo bem limitado: até o dia 2 de abril.

Durante o ano, a LG planeja trazer para o Brasil três novos modelos de TVs OLED que possuem resolução 4K e são curvas: uma de 77 polegadas (modelo EG9700), uma de 65 e outra de 55 polegadas (modelos EG9600). A de 55 polegadas começa a ser vendida em abril, enquanto as demais chegam até o segundo semestre, todas rodando WebOS 2.0. O quarto modelo OLED e curva é a EC9300, que também chega em abril e roda a nova versão do sistema para TVs inteligentes da LG, mas tem resolução Full HD.

Consolidação do OLED e do 4K

Para LG, o ano de 2015 é, segundo Fernanda Summa, gerente geral de marketing, um ano de consolidação, inclusive de tecnologias como OLED e 4K. Mesmo para a companhia que é líder do mercado de TVs e do segmento de Ultra HD (4K), introduzir novos conceitos não é tarefa fácil. A superioridade técnica do OLED já não está mais em discussão, tanto que a tecnologia é apontada como sucessora natural do LCD, mas sim seu custo de produção.

Não só porque consome menos energia ou porque já está presente nos smartphones e nos dispositivos vestíveis, mas porque os painéis de OLED são mais finos – possuem apenas três camadas contra sete do LCD – e porque entregam um preto verdadeiramente preto, e não cinza como destacou Fernanda. Neste tipo de display, cada pixel possui uma iluminação própria, o que resulta em uma qualidade de imagem superior, com contraste infinito, e no preto puro.

A tecnologia OLED não é uma exclusividade da LG, mas só a LG vem apostando nesta característica como um diferencial. Ao contrário da resolução 4K, que parece ter ganhando força, inclusive no Brasil, com várias fabricantes divulgando a resolução Ultra HD com o mais inovador recursos das televisões. Dentre as cinquentas novas televisões que a LG pretende lançar neste ano, 50% deve ser Ultra HD, com a resolução começando já em telas de 43 polegadas.

As TVs OLED da LG que são 4K possuem também uma tecnologia proprietária, chamada WRGB, que segundo a fabricante adiciona um subpixel branco no pixel, dando mais tonalidades às cores apresentas na tela. Outra informação de destaque para a empresa é o tempo de resposta do seu painel OLED: mil vezes mais rápido do que das TVs LCD convencionais.

Segunda versão do WebOS estará em 90% das Smarts TVs
Emily Canto Nunes/iG São Paulo
Segunda versão do WebOS estará em 90% das Smarts TVs

Outras tecnologias que melhoram a imagem, como o ponto quântico, devem estar presentes no portfólio da LG, mas com menos força. Vale lembrar que essa inovação melhora as cores da imagem, mas não é uma revolução como o OLED, por exemplo.

WebOS 2.0

Outra frente de trabalho para a LG neste ano é o WebOS versão 2.0, que chegará a 90% das TVs inteligentes da LG lançadas em 2015 no Brasil segundo Renato Almeida, gerente de televisores. Anunciado na CES 2015, o WebOS 2.0  está mais rápido e com algumas melhorias pontuais em sua interface, como a possibilidade de colocar na barra principal atalhos para canais da TV, além de aplicativos.

De acordo com a fabricante, a nova versão teve o tempo de inicialização reduzido em até 60%, e redução de 70% no tempo de carregamento de conteúdos.

A bem-sucedida plataforma da LG, com mais de um milhão de unidades vendidas em todo o mundo em 2014, tem um porém (o mesmo de sistemas concorrentes): clientes que já possuem uma televisão com WebOS não terão seu aparelho atualizado para a segunda versão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.