A invasão teria sido feita por computadores em diversas partes do mundo, técnica usada por hackers para evitar o rastreamento de dados

Os sistemas informáticos do Departamento de Estado norte-americano e da Casa Branca teriam sido invadidos por hackers russos, de acordo de uma denúncia feita pela emissora de televisão CNN . Citando fontes próximas a investigadores, a CNN afirmou que o ataque de novembro contra o sistema do Departamento de Estado serviu de trampolim para o acesso à rede da Casa Branca, na qual os hackers russos obtiveram informações sigilosas sobre compromissos do presidente Barack Obama.

LEIA:  Hackers roubam mais de US$ 1 bi em ataques a bancos, diz firma de segurança

O conselheiro adjunto de Obama para a Segurança, Ben Rhodes, evitou confirmar e comentar as denúncias da CNN, mas reconheceu que as redes são "sempre vulneráveis". "Por isso, a Casa Branca mantém um sistema separado e seguro para guardar informações, além de trabalhar regularmente para prevenir invasões", disse.

Em outubro, a Casa Branca tinha notado atividades suspeitas no sistema. Agentes do FBI, do serviço secreto e da inteligência norte-americana estão investigando o caso, considerado um dos episódios de violações mais importantes da história do governo dos EUA. A invasão teria sido feita por computadores em diversas partes do mundo, técnica usada por hackers para evitar o rastreamento de dados.

Os investigadores, no entanto, dizem ter elementos que apontam para o envolvimento de hackers que trabalham para o governo russo. O Kremlin, por sua vez, reagiu às acusações norte-americanas.

"Não sei quais fontes disseram isso, mas sabemos que culpar a Rússia já virou um esporte", afirmou Dmitry Peskov, porta-voz do presidente Vladimir Putin. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.