Por enquanto, as vendas são apenas online. Logo, os relógios inteligentes expostos nas Apple Store são apenas para demonstração. A partir do dia 24 de abril, o acessório estará estará disponível para compra também nas lojas físicas

Nesta sexta-feira (10), a Apple começa a vender o Apple Watch, mas somente em nove países e pela internet. Nas lojas físicas, o acessório já está disponível para pré-visualização e demonstrações na Austrália, Canadá, China, França, Alemanha, Hong Kong, Japão, Reino Unido e Estados Unidos. As vendas nas Apple Store começam apenas no dia 24 de abril.

LEIA MAIS:  Dez produtos fracassados da Apple que você talvez nem conheça

Segundo Angela Ahrendts, vice-presidente sênior da área que cuida das Apple Store, o motivo é a gestão de estoque, "uma vez que a Apple espera uma forte demanda por parte dos clientes, podendo exceder a oferta disponível para esse lançamento". Para fornecer uma melhor experiência e mais opções de combinações aos clientes, os pedidos serão feitos exclusivamente pelo site Apple nesse período inicial de lançamento. De qualquer forma, a Apple convidou seus clientes para verem de perto o novo gadget e, com ajuda de seu pessoal em loja, decidir com a melhor opção de Apple Watch para si.

Como sempre, a Apple não ofereceu nenhuma estimativa de quantos relógios espera vender, mas alguns analistas acreditam que as vendas possam chegar a 10 a 20 milhões de unidades no primeiro ano. Observador veterano da Apple, Gene Munster, analista da Piper Jaffray, ofereceu uma estimativa mais conservadora, de 8 milhões. Ele acredita que a Apple deva receber 300 mil encomendas nesta sexta-feira (10), e cerca de um milhão no primeiro final de semana depois do dia 24, assim que as vendas nas lojas forem liberadas. Ainda segundo Munster, a Apple espera que o relógio tenha um crescimento de vendas saudável ao longo dos próximos três anos. No entanto, mas ele advertiu que a categoria de relógios inteligentes ainda é nova e que provavelmente ela vai levar um tempo para ir além dos clientes que são muito fãs da Apple.

Disponível em três séries, Apple Watch tem 54 configurações possíveis

A maioria dos modelos possue duas opções de tamanho de caixa do relógio, 38 milímetros e 42 milímetros. Na maioria dos casos, o maior deles custa US$ 50 a mais. Para algumas opções de pulseiras, porém, somente um tamanho está disponível.

Há três linhas à sua escolha:

- A opção mais barata é uma versão "Sport" com uma caixa de alumínio. O cliente ainda pode obtê-lo com uma caixa de prata e escolher uma pulseira branca, azul, verde ou rosa feita, todas feitas de borracha sintética. Há também a versão com a caixa do relógio cinza acompanhada de uma pulseira preta. A versão menor custa US$ 349, e a grande US$ 399. Só na linha esportiva há dez configurações possíveis: cinco opções de pulseiras, cada uma disponível em dois tamanhos.

- A versão considerada regular tem uma opção com a caixa de aço inoxidável. A combinação mais barata tem a mesma pulseira que a versão Sport. Seja preta ou branca, essa opção vai custar US$ 549 para o modelo menor e US$ 599 para o grande. Nessa linha, estão disponíveis pulseiras mais extravagantes: três opções diferentes em couro, uma pulseira de argolas ou um uma de aço Milanese. Os preços podem variar de US$ 1099 para um relógio de caixa grande com pulseira de argolas de aço inoxidável. Há 20 configurações oficiais, mas uma vez que é possível levar em consideração as pulseiras de couro, que vem em duas ou três dimensões, o cliente terá 32 opções para escolher.

- As mais caras versões são da linha luxo, com a máquina do relógio feita de ouro 18 quilates de ouro. A versão pequena com pulseira branca ou preta dos modelos esportivos custa US$ 10.000. Já a grande custa US$ 12.000. O cliente também pode escolher uma pulseira de couro, o que faria o preço subir para US$ 15.000 ou US$ 17.000, dependendo do tamanho da caixa do relógio. Oficialmente, há oito configurações de luxo, mas 12 se o cliente contar os tamanhos de pulseira disponíveis. 

A Apple também está vendendo pulseiras separadamente para quem gosta de ter opções para troca. Os preços variam de US$ 49 a US$ 449. Para ajudar o cliente na escolha, além dos promotores nas lojas físicas, que estão aptos a demonstrar as funcionalidades do acessório, a Apple colocou vídeos em seu site e nos apps de assistência. O aplicativo da Apple Store também tem guias de dimensionamento, imagens das caixas de relógios em tamanho real e animação de fivelas e fechos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.