Aplicativo reúne mais de 150 mil profissionais da área médica e de enfermagem que partilham casos clínicos e discutem tratamentos em tempo real

Aplicativo Figure 1 reúne mais de 150 mil profissionais da área médica e de enfermagem para trocar informações sobre casos. Gratuito, está disponível para Android e iOS
Divulgação
Aplicativo Figure 1 reúne mais de 150 mil profissionais da área médica e de enfermagem para trocar informações sobre casos. Gratuito, está disponível para Android e iOS

Se você não é da área médica, mas adora o tema e se considera um verdadeiro fã do seriado "House", ou ainda Grey's Anatomy", vai gostar do aplicativo que acaba de desembarcar no Brasil. O Figure 1 é um aplicativo voltado para profissionais da área médica e de enfermagem que desejam compartilhar casos clínicos e discutir sobre tratamentos em tempo real.

LEIA TAMBÉM:  Mais Saúde ajuda usuário a encontrar o genérico do seu medicamento

Não é preciso ser médico ou enfermeiro para entrar na comunidade, porém, esteja preparado para ver imagens fortes do corpo humano e de algumas doenças raras. O aplicativo, disponível para iOS e Android, também pode ser acessado pela web. 

A ideia é que com ajuda do aplicativo a comunidade possa pesquisar sintomas, trocar ideias, receber informações e encaminhar imagens para outros profissionais da saúde ao redor do mundo para disseminar conhecimento e informações importantes sobre o tratamento de problemas de saúde, sempre preservando a privacidade dos pacientes.

O aplicativo funciona como uma rede de compartilhamento de foto. Todo protocolo de confidencialidade e moderação passa pela aprovação de um time dedicado da companhia, garantindo o anonimato do paciente. A empresa trabalhou com advogados brasileiros para se certificar de que o aplicativo estava de acordo com as leis do País, há inclusive formulário de consentimento em português para a postagem da imagem ser autorizada. O restante do app ainda está em inglês.

VEJA MAIS:  Ao lançar ResearchKit, Apple flerta novamente com área da saúde

Além disso, há uma ferramenta de bloqueio facial que reconhece e bloqueia o rosto de pacientes automaticamente e uma ferramenta que propicia aos profissionais bloquear marcas que podem identificar pacientes, como tatuagens, por exemplo. Assim que um caso é postado, a comunidade pode ver e comentar, criando uma rede de informações para compartilhar e discutir aspectos de diferentes enfermidades.

O app marca a entrada da empresa na América Latina. Fundada em 2013, o Figure 1, tem sede em Toronto, no Canadá, é liderado pelo médico Joshua Landy, o jornalista Gregory Levey e o desenvolvedor Richard Penner. O Figure 1 é usado hoje por mais de 150 mil profissionais de saúde em milhares de hospitais em todo o mundo.  Em dezembro de 2013, recebeu um aporte de capital de R$ 5,1 milhões e no começo de 2014, a empresa levantou uma rodada série A no valor de R$ 10,2 milhões, liderada pela novaiorquina Union Square Ventures, que também investiu no Twitter, Tumblr, Zynga e Kickstart.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.