Google está desenvolvendo uma tecnologia que permite transmitir imagens com a ajuda de uma tinta fotorreativa

A tinta do Google seria capaz de reagir à luz, mudando seu próprio aspecto e mostrando a imagem gerada por um projetor, que teria uma lâmpada ou um laser
Ansa
A tinta do Google seria capaz de reagir à luz, mudando seu próprio aspecto e mostrando a imagem gerada por um projetor, que teria uma lâmpada ou um laser

De acordo com uma patente liberada nesta semana e divulgada no site Quartz , o Google está desenvolvendo uma tecnologia que permite transmitir imagens com a ajuda de uma tinta fotorreativa. Com isso, seria possível, no futuro, assistir projeções em paredes assim como aparecem em filmes de ficção-científica.

LEIA MAIS:  Projeto Fi: em parceria com operadoras, Google lança planos de internet

Segundo especialistas, o efeito seria similar às tecnologias utilizadas nos e-books, como o Kindle. A tinta seria capaz de reagir à luz, mudando seu próprio aspecto e mostrando a imagem gerada por um projetor, que teria uma lâmpada ou um laser. As imagens permanecem até o momento em que outra projeção é colocada por cima, ou seja, isso sugere que a tinta seria capaz de mostrar imagens de vídeos. A ideia é também que ela seja utilizada para espaços determinados, como um mural de informações com as informações climáticas ou resultados esportivos.

O controle de todo o equipamento seria feito tanto por um computador como por um smartphone. Apesar de ter conseguido a patente sobre a tinta, ainda não é possível saber quando essa tecnologia estará efetivamente disponível. 

IMAGENS: Google testa Projeto Loon, de balões com internet, no Brasil



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.