Processo contra a Uber foi extinto pela Justiça de São Paulo

Uber substitui táxi por carros particulares. Grátis para iPhone e Android
Reprodução
Uber substitui táxi por carros particulares. Grátis para iPhone e Android

A Justiça do Estado de São Paulo arquivou nesta segunda-feira (4) o processo iniciado pela Sintetaxi-SP contra o aplicativo de carro executivo Uber. Segundo informações da própria Uber, confirmadas pela assessoria do sindicato ao iG , os fundamentos da ação foram consideradas não procedentes pelo juiz que julgou o recurso. 

LEIA MAIS:  Serviço de carro executivo sob demanda, Uber ganha recurso de divisão da tarifa

Em seu comunicado, a Uber diz que "os advogados responsáveis por este processo já utilizaram este mesmo material por duas outras vezes, em nome de outras associações de taxi, e fracassaram".

Com esta decisão, o tribunal revogou a liminar que determinava a suspensão das operações da empresa e a retirada do app da Uber das lojas de aplicativos.  Ou seja, a Uber continua oferecendo seus serviços para os usuários brasileiros. 

Ao iG, assessoria do Sintetaxi-SP disse que a entidade está aguardando um posicionamento de seus advogados e que espera entrar com uma nova ação em breve. "Temos certeza que estamos aparados pela lei. Nossa briga não é contra a empresa, mas contra a ilegalidade do serviço que presta. Se ela vier a se legalizar nós não teremos nenhum problema contra a concorrência", disse Carlos Laia, responsável pela comunicação do Sintetaxi-SP.

"Lamentamos apenas que nossas leis estejam sendo afrontadas dessa maneira. Que um empresa estrangeira esteja trabalhando e ganhando na ilegalidade, enquanto vários brasileiros estão deixando de levar seu sustento para a casa", completou.  A Uber, por sua vez, explica que todos os motoristas parceiros da Uber têm licença para exercer função remunerada, assim como qualquer outro motorista profissional, incluindo taxistas.

RELEMBRE: Com o fim decretado, Aplicativo Secret reunia polêmicas


    Leia tudo sobre: aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.