Dê adeus ao Micro USB: USB-C é o novo padrão de conector dos smartphones

Por Emily Canto Nunes - de Barcelona, na Espanha |

compartilhe

Tamanho do texto

Muito em breve carregadores antigos não terão mais utilidade

Apresentado na MWC 2016, o Mi5, da Xiaomi, já vem com o novo padrão de conector: USB Tipo C
Emily Canto Nunes/iG São Paulo
Apresentado na MWC 2016, o Mi5, da Xiaomi, já vem com o novo padrão de conector: USB Tipo C

Anunciado há alguns anos, o conector USB Tipo C finalmente caminha para se tornar o padrão da indústria de smartphones. Nesta Mobile World Congress, evento do setor de telefonia móvel que acontece em Barcelona, na Espanha, foram lançados não apenas aparelhos como também acessórios com a nova tecnologia. Alguns exemplos importantes e que devem chegar ao Brasil são o G5, celular topo de linha da LG, o Mi5, da Xiaomi, e até um novo pendrive da SanDisk, o Ultra USB Tipo C.

Mas o que isso quer dizer? Significa que muito em breve você terá que aposentar aqueles carregadores com micro USB acumulados ao longo dos anos e das trocas de smartphones, de Androids e de Windows Phones. Os iPhones, que sempre contaram com uma entrada diferente, ainda possuem o Lightning, mas a adoção do Tipo C pela Apple não está descartada, uma vez que último MacBook possui o novo padrão. 

Como toda e qualquer mudança, essa também não deve ser fácil, mas ainda assim se faz necessária, pois só traz benefícios tanto para as fabricantes quanto para os usuários de smartphones. Segundo Marcel Campos, diretor da Asus, a adoção do novo conector impacta positivamente as empresas, mesmo considerando o período de adaptação, uma vez que o índice de reparo das entradas micro USB por mau uso são consideráveis. 

Pode parecer bobagem, mas mesmo um pequeno conector é capaz de mudar e bastante a experiência do usuário. A primeira vantagem do Tipo-C é justamente o fato dele ser reversível e, logo, mais fácil de usar. Seu conector tem um formato arredondado que permite que o usuário encaixe-o nos pinos do smartphone de qualquer forma, ou seja, não existe um lado certo como no caso do Micro USB.

Cabos com conectores USB parecem todos iguais, mas nem sempre são. Existem hoje no mercado no mínimo seis tipos: USB Type-A, USB Type-B, Mini-USB Type-A, Mini-USB Type-B, Micro-USB Type-A, e Micro-USB Type-B. Foi pensando em simplificar essa questão que o USB Implementers Forum, ou USB-IF, a organização por trás do USB, lançou o Type-C, conector que substitui os tipos A e B em todos os tamanhos existentes, normal, mini ou micro. Ou seja, a ideia é que exista uma só versão de conector para quase todos os eletrônicos, colocando fim aos carregadores proprietários do passado.

Imagem do padrão de conector USB, o Type-C
Divulgação
Imagem do padrão de conector USB, o Type-C

Além da reversibilidade, o Tipo-C tem outras vantagens: ele é compatível com o USB 3.1, a mais recente e rápida versão da tecnologia. Isso quer dizer que a troca de dados com o smartphone poderá chegar a uma velocidade de 10 Gbps, com 20 Volts (100W) e saída de 5A. O Tipo-C permite que os dois aparelhos conectados troquem energia um com o outro, ou seja, você poderá carregar seu smartphone com o tablet e vice-versa. Desde que eles tenham energia, é claro.

A chegada do Tipo-C também promete deixar os aparelhos mais finos, além de por um fim na variedade de cabos. Desde o cabo P2, usado em fones de ouvidos, que os usuários de smartphones não viam uma entrada realmente universal. Um mercado dinâmico como esse, no qual o ciclo de vida de um celular pode ser inferior a um ano, uma simples troca de conector poderá tornar a vida do usuário muito mais fácil.

Leia tudo sobre: usbtipo-cdadosenergiaconector

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas