Relógios inteligentes alavancam crescimento do setor de dispositivos vestíveis

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Mercado registrou crescimento de 171,6% somente no ano passado, de acordo com levantamento divulgado pela IDC

Pulseiras voltadas para o público fitness também podem se conectar com smartphones
Reprodução
Pulseiras voltadas para o público fitness também podem se conectar com smartphones

O mercado de dispositivos vestíveis deu um salto importante para se tornar cada vez mais comum entre os usuários finais. De acordo com dados da International Data Corporation (IDC), o setor teve um crescimento de 171,6% somente em 2015. A popularização de relógios inteligentes e pulseiras que registram as atividades físicas dos clientes foi o principal motivo para o boom, levando as fabricantes a comercializarem cerca de 78,1 milhões de unidades em todo o mundo.

"O crescimento mostra que os vestíveis não são apenas para os amantes de tecnologia e pioneiros. Os dispositivos vestíveis podem também ser um mercado de massa", explica Ramon Llamas, gerente de pesquisas da área de dispositivos vestíveis da IDC.

A Fitbit, fabricante de dispositivos para exercícios físicos, continua na liderança, com cerca de 26,9% do mercado, vendendo aproximadamente 21 milhões de aparelhos no último ano.

Apostando em pulseiras inteligentes e com preços em torno de US$ 11 (aproximadamente R$ 43), a Xiaomi garantiu 14,9% do mercado com 11,6 milhões de unidades vendidas. Com a contribuição do Watch, a Apple, que entrou para o nicho ainda em 2015, já ocupa a terceira colocação, com 15,4% de participação e 12 milhões de unidades vendidas.

"É importante lembrar que o setor de dispositivos vestíveis não se trata apenas de relógios ou pulseiras inteligentes", ressalta Jitesh Ubrani, analista de pesquisas sênior da IDC. "Como as empresas que lideram a lista dominam os dispositivos para o pulso, há um potencial em aparelhos como roupas, calçados e óculos inteligentes."

Pulseiras inteligentes se destacaram na CES em 2016; confira: 

O relógio inteligente Fitbit Blaze é voltado principalmente para o público fitness, mas também permite que o usuário receba notificações do smartphone. Foto: DivulgaçãoÓculos impresso em 3D é uma das novidades da CES 2016. A expectativa é de que pelo menos parte desses produtos chegue às lojas ainda neste ano. Foto: BBCEmpresas aproveitaram a CES 2016 para apresentar melhorias em suas telas. Foto: Emily Canto Nunes/iGEmpresas aproveitaram a CES 2016 para apresentar melhorias em suas telas. Foto: Emily Canto Nunes/iGO elétrico FFZero 1, da Faraday Future, alcança até 200 km/h e chega a 100 km/h em, aproximadamente, 3 segundos. Foto: Emily Canto Nunes/iGPor conseguir se encaixar em praticamente qualquer suporte, o Pic consegue registrar ângulos inusitados com uma câmera de 8 megapixels. Foto: Emily Canto Nunes/iGO Bixi permite que o usuário controle diversos aplicativos do smartphone a partir de gestos sobre o aparelho. Foto: Emily Canto Nunes/iGces 2016, lg, smartphones, intermediários, k7, k10. Foto: Emily Canto Nunes/iGA câmera panorâmica Vuze grava vídeos em resolução 4K para dispositivos de realidade virtual. Foto: Emily Canto Nunes/iGCES 2016 - Carros. Foto: Emily Canto Nunes/iGCES 2016. Foto: Emily Canto Nunes/iGA Enlaps é uma câmera que utiliza energia solar para gravar vídeos no estilo time-laps, onde um longo período do dia é registrado e reproduzido com maior velocidade. Foto: Emily Canto Nunes/iGInspirada no lançamento do filme Star Wars: O Despertar da Força, a Sphero divulgou o Force Band, que pode ser controlado à distância pelo usuário. Foto: Emily Canto Nunes/iGEmpresas aproveitaram a CES 2016 para apresentar melhorias em suas telas. Foto: Emily Canto Nunes/iGCES 2016. Foto: Emily Canto Nunes/iGCriado para atender o público fitness, o Skulpt exibe em um app a massa muscular de músculos do usuário. Foto: Emily Canto Nunes/iGCES 2016. Foto: Emily Canto Nunes/iGA bicicleta conectada Orbitrec é produzida em uma impressora 3D e exibe a performance após o trajeto do usuário. Foto: Emily Canto Nunes/iGEmpresas aproveitaram a CES 2016 para apresentar melhorias em suas telas. Foto: Emily Canto Nunes/iGSony realizou demonstrações do PlayStation VR, console de jogos em realidade virtual. Foto: DivulgaçãoO espelho interativo da Panasonic oferece informações sobre a pele do usuário e sugestões sobre os cosméticos adequados. Foto: DivulgaçãoA Polaroid anunciou uma impressora 3D, que conta com uma câmera que informa o progresso da impressão para o usuário por meio de uma conexão wi-fi. Foto: DivulgaçãoCom a carga completa, o elétrico Chevrolet Bolt EV pode percorrer mais de 320 km e deve ser lançado por US$ 30 mil no mercado americano. Foto: DivulgaçãoProjetos portátil ZenBeam EZ1 foi um dos lançamentos da Asus na feira; aparelho pode ser conectado a smartphones e tablets. Foto: Emily Canto Nunes/iGO modelo da LG tela pode ser dobrado como papel, qualidadade da imagem permanece em alta resolução. Foto: ReproduçãoNvidia espera que o supercomputador DRIVE PX 2 permita ao setor automobilístico utilizar a inteligência artificial para lidar com as complexidades do trânsito. Foto: DivulgaçãoLG lançou linha de TVs OLED com resolução 4K; a tela da G6 é presa em um vidro e tem apenas 2,57 mm de espessura. Foto: Emily Canto Nunes/iG São PauloDesenvolvido em parceria com a Ericsson, projeto do carro autônomo Concept 26 da Volvo permitirá que o condutor assista a filmes e séries durante a viagem. Foto: DivulgaçãoMáquina de lavar apresentada pela LG consegue se conectar à internet e conta com sensores que melhoram a experiência do usuário. Foto: Emily Canto Nunes/iGEmpresa também apresentou geladeira com tela touch na porta e acesso à internet. Foto: Emily Canto Nunes/iG


compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas