Profissionais poderão se inscrever em processos seletivos diretamente na rede social; vantagem é a utilização de informações já cadastradas no perfil

Brasil Econômico

O Facebook apresentou um novo recurso para os usuários que estão à procura de um novo emprego. A rede social criou uma área nas páginas para que as empresas publiquem as vagas disponíveis. Além de curtir, comentar e compartilhar, os interessados poderão se candidatar sem sair da plataforma. Para isso, basta clicar sobre um botão que será exibido junto à publicação.

LEIA MAIS: Poupatempo lança robô que permite agendar serviços pelo Facebook

Com a novidade, os usuários poderão visualizar novas vagas no feed ou consultar a lista de posições disponíveis na página da empresa no Facebook . A candidatura na rede social deverá ser mais rápida que em outros sites, já que algumas informações, como nome e localização, já estarão cadastradas na plataforma e poderão ser preenchidas automaticamente. Após o envio, a empresa poderá entrar em contato com os profissionais por meio do Messenger.

Busca por empregos no Facebook poderá ser feita pelo computador ou por dispositivos móveis
Reprodução
Busca por empregos no Facebook poderá ser feita pelo computador ou por dispositivos móveis

LEIA MAIS: Conheça sete formas de se manter seguro enquanto navega no Facebook

O novo recurso parece oferecer uma relação boa tanto para a rede social quanto para as empresas, já que enquanto os contratantes podem atingir mais pessoas, a plataforma consegue dar um passo à frente na disputa com o LinkedIn, recém-comprado pela Microsoft. Atualmente, o recurso está disponível apenas para páginas de empresas nos Estados Unidos e Canadá.

O novo recurso ainda permitirá que a rede social aumente o retorno com publicidade. Segundo o "TechCrunch", as empresas poderão pagar para impulsionar uma publicação e fazer com que ela chegue a mais usuários.

Facebook at Work

Esta não é a primeira tentativa da plataforma voltada para o ambiente profissional. A empresa lançou, há alguns meses, a versão definitiva do Facebook at Work, desenvolvida para organizar a comunicação entre funcionários. Os usuários têm um feed exclusivo com publicações de colegas de trabalho para discutir ideias e gerenciar as próximas tarefas. A plataforma também oferece a opção de criar grupos para separar setores da empresa e iniciar chamadas de áudio e vídeo.

LEIA MAIS: Facebook volta a copiar o Snapchat e trabalha em recurso de vídeos temporários

Uma diferença para o Facebook pessoal é a ausência de anúncios. Como a plataforma é mantida por meio de assinaturas das empresas, não há a necessidade de exibir propagandas no feed e nas barras laterais do site. Com isso, a empresa não rastreia dados para exibir publicidade direcionada para cada pessoa, como ocorre na versão padrão. A decisão impede também que o rede social tenha acesso a informações confidenciais das empresas.

    Leia tudo sobre: Facebook Aplicativo