Confira quais os tipos de antena necessárias para realizar a conversão do sinal analógico para o digital; Você sabia que existe três categorias delas?

Brasil Econômico

Agora é definitivo.  A partir desta quarta-feira (29) milhões de televisores da Grande São Paulo deixarão de lado o sinal analógico para receber o sinal digital. 

E mesmo com o prazo “em cima da hora” dezenas de dúvidas rondam o pensamento do consumidor acerca do assunto. Confira aqui 20 perguntas e respostas sobre a transição para o sinal digital :

Leia também: Está pensando em comprar uma TV 4K? Veja os benefícios desse televisor

Sinal Digital: Televisores 4K possuem 8,3 milhões de pixels e reproduzem quatro vezes a resolução Full HD
Flickr/Nicolas Raymond
Sinal Digital: Televisores 4K possuem 8,3 milhões de pixels e reproduzem quatro vezes a resolução Full HD

1.     O que é a TV Digital?

A novidade proporcionará TV gratuitamente com boa qualidade – Full HD - sem chuviscos e com som sem chiado. Outro ponto diferenciado no novo sinal é que o formato da TV comum é de 4:3, enquanto que na TV Digital possui 16:9. O que proporciona ao espectador mais nitidez. Vale ressaltar que os novos televisores – denominados: 4K – possuem 8,3 milhões de pixels e reproduzem quatro vezes a resolução Full HD.

2.     O que é o Full HD?

A imagem transmitida pela TV é formada por pontinhos, que são chamados de pixels. Ou seja, quanto mais pixels uma tela tiver, melhor será a definição. Na televisão comum, a quantidade de pixels no sentido horizontal é de 640 pixels, e 480 na direção vertical. Na definição Full HD, a quantidade de pixels é seis vezes maior em relação à TV em tubo, uma vez que possui 1920 pixels na direção horizontal, enquanto que na vertical é de 1080.

3.     Oferece mobilidade?

Sim. Como o sinal é digital, ele permite que você assista TV enquanto estiver andando - pelo celular - ou em telas dispostas nos ônibus, carros. Basta que essas plataformas tenham capacidade de receber o sinal da TV Digital.

4.     Como acontece a interatividade na TV Digital?

Enquanto você está assistindo TV Digital é possível utilizar serviços disponíveis por meio do sinal da TV. Desta forma o telespectador pode participar ativamente da programação, etc. E como isso acontece na prática? Bom, alguns canais de televisão, além de enviar propriamente o sinal da TV Digital, também proporcionam um sinal específico com aplicativos interativos. Vale ressaltar que todos os televisores com o selo DTVi são capazes de tal tarefa e o Brasil conta com um recurso (aplicativo brasileiro) que tem a mesma função do DTVi, que permite o sinal avançado e interatividade. 

5.     Quais vantagens podem ser otimizadas?

Se você é apaixonado por assistir filmes, futebol e shows aproveite que a TV Digital tem seis canais de áudio, e os potencialize com um home theater. Esse simples aparelho proporcionará uma experiência mais extraordinária.  

6.     O sinal digital é pago?

Não. Com exceção das eventuais assinaturas de TV, o consumidor poderá assistir a programação da TV Aberta com alta qualidade de som e áudio gratuitamente.

7.     TV de tubo recebe sinal digital?

Não. Mas existem algumas alternativas para quem não pretende ou não tem condições de trocar de televisor, como a compra e a instalação de um conversor e uma antena apropriada.

8.     Toda TV de tela final é digital?

Não. Uma TV de LED, LCD ou Plasma com o selo DTV é digital. Agora, se o seu televisor é um desses e não possui o selo, ela não é digital. O ideal, para ter certeza, é consultar o manual do aparelho – muitos estão disponíveis em versão online – ou até mesmo ligar para o fabricante.

9.     Se a minha TV é digital, o que devo fazer?

Antes de ligar, conecte a TV à antena e a instale corretamente. Após isso, o aparelho encontrará “sozinho” os canais disponíveis da região.

10.   Minha TV não é compatível com o sinal digital. O que posso fazer?

Além da possibilidade da compra de um novo aparelho – confira se ele tem um conversor interno - o usuário pode também comprar um conversor digital apropriado para a sua TV. Outro ponto fundamental é que cada televisor necessita de um conversor individual.

11.   O que é necessário para conectar o conversor?

Um cabo HDMI, que – geralmente – já vem com a TV faz todo o trabalho. Caso o seu aparelho tenha mais de uma entrada HDMI, fique atento na hora de selecionar no televisor a entrada correspondente. Por exemplo: entrada HDMI 2, selecione “canal HDMI 2”.

Leia também: Sinal digital: veja quais as mudanças práticas da migração

12.   Como configurar um conversor?

Primeiramente cheque se ele está instalado e plugado na tomada. Conecte-o à antena antes de ligar o aparelho. Após isso, a própria TV vai fazer uma varredura dos canais disponíveis na região – como já mencionado. Depois, identifique na própria TV como visualizar a imagem que vem do conversor. E é a partir desse momento que todos os comandos serão operados pelo controle remoto. Nesse instante é bom ter ao lado o manual do conversor para seguir corretamente os passos seguintes.

13.   É necessário algo mais além do conversor?

Embora existam regiões metropolitanas com frequências de canal digital feitas em VHF, a maioria é transmitida por UHF. É por causa dessa diferença que é essencial que o usuário confira qual a sua antena, para ter certeza de que possui acesso a todos os canais disponíveis.

14.   Qual antena comprar?

Há duas opções: antena UHF ou uma antena combinada (VHF + UHF), uma vez que as antenas que pegam apenas o sinal VHF não são capacitadas para receber o novo sinal.

15.   E para quem mora em apartamento?

Caso exista em seu prédio uma antena coletiva é responsabilidade do condomínio proporcionar o item. Portanto, verifique com algum responsável se a instalação já foi feita. Agora, se você usa antena interna o procedimento respondido no item 14 também vale para você.

16.   Quais os tipos de antenas?

Existem três grupos: externa, interna e coletiva. E dentro deles há variedades, que são evidentes nas externas – posicionadas no telhado da casa.  Que neste caso, devem ser dos tipos Log periódica, Yagi ou Boca de Jacaré.

Já a interna é fixada no interior do domicílio. O recomendável é que a antena seja posiciona a uma janela. A instalação desta é bem simples, uma vez que basta conectar no seu conversor digital ou na sua TV e iniciar a busca dos canais.

No caso das antenas coletivas, é apenas necessário que o usuário conecte o conversor no cabo da antena coletiva. Vale ressaltar, que antes de tudo isso é essencial utilizar um cabo de boa qualidade – para evitar interferências. Por isso, o ideal é o cabo coaxial, o qual é formado por um fio central envolvido por um material isolante e com pelo menos 70% de malha – responsável por bloquear as interferências externas. Os modelos recomendados são o RGC-59 e o RG-6.

17.   Como instalar a TV Digital?

Caso o seu televisor já contenha o conversor embutido, basta conectar a antena Digital na sua TV pela entrada “ANTENA” ou “ANT IN”.

Nas TVs de tela fina sem conversor é necessário conectar a TV ao conversor – por meio de um cabo HDMI na entrada HDMI. Nos aparelhos de tubo, que não possuem entrada de sinal digital a solução é conectar o conversor externo à TV, pela entrada RCA – que precisa de um cabo homônimo, onde as instalações devem ser correspondentes às cores – amarelo, vermelho e branco.

18.   Existe o risco de um televisor ficar sem sinal na TV?

Não. O Sinal Analógico só será extinto quando a cidade estiver recebendo o sinal de TV Digital aberta. Então, fique de olho no calendário estabelecido pelo governo que vai até 2018, para saber quando sua cidade receberá a novidade.

19.   Onde posso conferir o calendário?

Acesse o site oficial Você na TV Digital . Logo após o carregamento da página, a plataforma reconhece a sua localidade e já informa a data prevista da mudança. Caso o reconhecimento não ocorra tem uma área disponível para realizar a busca.

20.   Desde quando?

Emissoras de TV aberta têm trabalhado desde 2006 para levar o sinal de TV Digital às cidades, e os números são elevados a cada nova análise elaborada. Vale ressaltar que, se a sua cidade já possui sinal digital, você pode assistir à programação de um canal tanto no sinal analógico Aberto quanto na TV digital aberta.

Leia também: Seu computador está velhinho? Veja o quê fazer para sua máquina decolar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.