Ferramenta da Microsoft para dispositivos iOS consegue ler textos em placas e reconhecer a expressão de pessoa por meio de sua visão computacional

Brasil Econômico

Pensando em oferecer mais autonomia para deficientes visuais que possuem um smartphone, a Microsoft disponibilizou o Seeing AI, um aplicativo que consegue descrever situações ao redor do usuário e ler textos em embalagens e placas, por exemplo, com a ajuda da câmera do aparelho. O programa usa um sistema de visão computacional e consegue até mesmo dizer como uma pessoa está se sentido a partir de sua expressão facial.

Leia também: Nova cópia? Facebook investe em clone de aplicativo de chats em vídeo

O aplicativo oferece diversas vantagens para usuários com deficiência total ou parcial. Entre elas, a possibilidade de identificar produtos domésticos por meio do código de barras e o valor de cédulas do dólar norte-americano. "Como as notas de dólar têm o mesmo tamanho e cor independente do valor, saber a diferença pode ser difícil ou até mesmo impossível para os deficientes visuais", destaca o site "The Verge".

Desenvolvido pela Microsoft, aplicativo Seeing AI diz como alguém está se sentido por meio de visão computacional
Divulgação
Desenvolvido pela Microsoft, aplicativo Seeing AI diz como alguém está se sentido por meio de visão computacional

Leia também: Instagram terá regras rígidas para influenciadores que sacaneiam a plataforma

O Seeing AI também pode ser integrado com apps para descrever imagens na galeria de fotos, no Twitter e no WhatsApp, por exemplo. Um protótipo do app, que agora pode ser baixado em dispositivos iOS nos Estados Unidos, foi apresentado em março do ano passado em uma conferência da Microsoft . Ainda não há previsão de lançamento para outros sistemas operacionais ou países.

As funções básicas do Seeing AI são armazenadas diretamente no dispositivo e não utilizam a internet. Assim, é possível usar o app mesmo em locais com conexões instáveis. Recursos como a descrição de uma cena completa, no entanto, ainda estão em fase de testes e utilizam uma conexão na nuvem.

Em entrevista ao "Verge", Saqib Shaikh, líder do projeto na Microsoft, disse que durante os testes, a leitura de placas e documentos foram os recursos mais utilizados. O executivo também destacou que, ao contrário dos programas convencionais, o Seeing AI vai além das funções básicas. O app também faz orientações ao usuário, recomendando a movimentação da câmera para enquadrar o que será lido, por exemplo.

Leia também: Vá além de pesquisar o próprio nome: confira o que o Google sabe sobre você

"Uma das coisas que pensamos em fazer é o reconhecimento facial diretamente no dispositivo e fizemos de forma que, em alguns milissegundos, você consiga ouvir o resultado. É tudo sobre velocidade e tentamos fazer o máximo que conseguimos no dispositivo", destacou Shaikh sobre as vantagens oferecidas pelo Seeing AI, aplicativo da Microsoft.

Confira como o aplicativo Seeing AI funciona:


    Leia tudo sobre: Aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.