Decisão aconteceu após a proliferação de conteúdos falsos no YouTube sobre ataque a tiros que aconteceu em Las Vegas na última semana

Antes da alteração, pesquisa no YouTube podia levar usuário a vídeo que sugeria envolvimento do governo no atentado
shutterstock
Antes da alteração, pesquisa no YouTube podia levar usuário a vídeo que sugeria envolvimento do governo no atentado

De tempos em tempos, a internet é palco do surgimento de diferentes teorias conspiratórias . Devido ao seu grande alcance, o YouTube, em grande parte dos casos, acaba servindo como plataforma para a divulgação de notícias falsas que acabam sendo tomadas como verdade pelo público. Para evitar problemas do tipo, o Google decidiu alterar o algoritmo de buscas de seu site de vídeos. 

Leia também: Google remove YouTube do Amazon Echo Show e inicia disputa entre empresas

A decisão de mudar aconteceu após a proliferação de conteúdos falsos no YouTube sobre ataque a tiros que aconteceu em Las Vegas, nos Estados Unidos, na última semana. Na ocasião, Stephen Paddoc abriu fogo contra visitantes de um festival e matou ao menos 58 pessoas, além de ter ferido mais de 500. 

Antes da alteração feita pela empresa, quem pesquisasse por "Las Vegas shooting" na plataforma encontrava em quinto lugar na lista de resultados um vídeo que tratava o caso como conspiração do governo norte-americano. Era possível encontrar teorias que diziam que as vítimas da tragédia eram apenas atores.

Leia também: Código indica que "YouTube Plus" pode ser a próxima novidade do Google

Os ajustes no algoritmo de buscas já estavam planejados, mas foram adiantados para reduzir o impacto da falsa teoria conspiratória. Esta nova funcionalidade do sistema interno da plataforma será aplciada para todos os vídeos que possam ser considerados falsos, mas a empresa ainda não deixou claro como mediará o nível de imprecisão dos materiais.

Além da plataforma de vídeos, o próprio Google e o Facebook também alteraram seus algoritmos de busca pelo mesmo motivo na última semana. Nestes casos, a decisão foi tomada por conta de uma notícia falsa divulgada no 4chan que se tornou destaque no Google. O conteúdo foi rapidamente substituído por materiais relevantes. 

Leia também: YouTube começa a expandir serviço que permite ao usuário "patrocinar" canal

Novo recurso

Nesta semana, a plataforma de vídeos também aproveitou para testar um novo recurso para Android. Trata-se do botão Atividades. A ideia da funcionalidade que está sendo avaliada pelos profissionais do YouTube seria unificar as notificações e a página de compartilhamentos.

    Leia tudo sobre: YouTube
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.