Usuários começaram a identificar uma série de vídeos com personagens famosos em situações bizarras, incluindo cenas sexuais e de violência

Brasil Econômico

Um dos desenhos bizarros voltados para crianças no YouTube mostra super-heróis em cenas desconexas e sem sentido
Reprodução/YouTube
Um dos desenhos bizarros voltados para crianças no YouTube mostra super-heróis em cenas desconexas e sem sentido

Nas últimas semanas, uma grande parcela de usuários do YouTube começou a reparar em vídeos que supostamente seriam voltados para crianças , mas que apresentam conteúdos bizarros. Foi possível identificar conteúdos com personagens infantis em cenas de violência e até mesmo sexuais. Pensando em evitar problemas, a plataforma de vídeos do Google deu início a temporada de caça de materiais do tipo.

Leia também: Saiba como ouvir músicas no YouTube sem deixar aplicativo aberto

O YouTube já havia comentado no mês de agosto que proibiria monetização de conteúdos que usam personagens familiares de maneira inadequada. A ideia da vez é aplicar uma regra que restringe este tipo de vídeo apenas para maiores de idade. É preciso, no entanto, que os usuários denunciem os vídeos para que este procedimento seja realizado com maior eficiência.

Segundo a diretora de políticas da plataforma do Google, Juniper Downs, quando um conteúdo é marcado com restrição de idade, ele fica automaticamente fora do aplicativo voltado para as crianças. Além disso, o Kids também filtra publicações por algoritmos. A plataforma conta também com os moderadores voluntários, que podem avaliar denúncias e tirar vídeos do ar.

Leia também: Para não perder clientes para o YouTube, Amazon trabalha na produção de vídeos

Outras novidades

Entre as novidades recentes da empresa, está também a redução da qualidade máxima de vídeos em dispositivos móveis. Agora, os conteúdos não podem ser reproduzidos em 4K ou 1440p, sendo limitados em 1080p. Apesar de parecer ruim em um primeiro momento, a limitação foi aplicada para melhorar a experiência do usuário, pois a reprodução de vídeos com qualidade superior não vinha apresentando resultados satisfatórios.

Além disso, o aplicativo de televisão por assinatura da empresa ganhou mais opções de dispositivos para reprodução. Agora, o app que só podia ser conectado em televisores com Chromecast também poderá ser exibido em diversas plataformas de Smart TVs e set-top boxes.

Leia também: YouTube Gaming tem mais audiência que Netflix e HBO juntos

A plataforma do YouTube TV deve ser liberada já nos próximos dias para televisões inteligentes e set-top boxes que utilizam sistema operacional Android TV, além do console Xbox One. Televisores Sony, Samsung e LG, bem como os dispositivos Apple TV e Roku, devem receber a novidade logo em seguida.

    Leia tudo sobre: YouTube
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.