Vendida para a Bytedance, rede social se tornou popular entre adolescentes ao permitir a publicação de vídeos curtos com dublagens de músicas famosas

Brasil Econômico

Musical.ly, aplicativo que permite criar dublagens de músicas famosas, é a mais nova rede social envolvida em uma negociação. A plataforma foi vendida por US$ 800 milhões (cerca de R$ 2,6 bilhões, na cotação atual) ao grupo chinês Beijing Bytedance Technology. Com valor de mercado avaliado em US$ 20 bilhões (R$ 65 bilhões), a empresa compradora é a proprietária do Toutiao, um popular agregador de notícias na China.

Leia também: De olho no público jovem, Facebook anuncia compra de mensagens anônimas

Lançado em 2014, o Musical.ly se tornou popular entre o público adolescente por permitir a criação de vídeos com a dublagem de músicas famosas. Com duração entre 15 segundos e um minutos, os vídeos podem ser compartilhados, além de receber curtidas e comentários na plataforma. Segundo o site "CNET", o aplicativo já foi baixado mais de 90 milhões de vezes desde a sua criação.

Musical.ly permite compartilhar vídeos curtos; rede social possui mais de 90 milhões de downloads
Reprodução
Musical.ly permite compartilhar vídeos curtos; rede social possui mais de 90 milhões de downloads

Leia também: Conheça o Local, aplicativo do Facebook que mostra eventos próximos a você

O acordo entre as duas empresas prevê a operação separada das plataformas. No entanto, como lembra a "Bloomberg", a Bytedance poderá aproveitar a popularidade da plataforma para levar ainda mais usuários para o Toutiao, que já conta com cerca de 120 milhões de leitores ativos. Ao mesmo tempo, a negociação pode ajudar a empresa a explorar o potencial social de seu agregador de notícias.

Ainda segundo a reportagem, o Jinri Toutiao – nome oficial que significa algo como "manchetes de hoje" em chinês – é um dos poucos serviços do país que não possuem nenhuma ligação com Tencent, Baidu ou Alibaba, as três maiores empresas chinesas de tecnologia. As companhias, inclusive, buscam tornar seus serviços de notícias mais atrativos para tomar o espaço do Toutiao. Fundado por Zhang Yiming, o serviço deve registrar faturamento de US$ 2,5 bilhões, em 2017, principalmente com anúncios.

Leia também: Aplicativo: que tal aprender a língua angolana kimbundu de graça?

Vale lembrar que esta não é a aquisição do Musical.ly não é a primeira envolvendo redes sociais. Em 2013, o Tumblr foi comprado pelo Yahoo por cerca de US$ 1 bilhão (ou R$ 3,2 bilhões, aproximadamente). Um ano antes, o mesmo valor serviu para o Facebook comprar o Instagram. Em 2014, no entanto, o WhatsApp foi comprado pelo próprio Facebook por incríveis US$ 19 bilhões (R$ 62 bilhões).

    Leia tudo sobre: Aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.