Tamanho do texto

Após disputa judicial, dispositivos da Amazon já perderam acesso ao aplicativo do YouTube, mas site ainda pode ser acessado por navegadores

YouTube tem gerado embate entre Amazon e Google desde setembro, quando aplicativo foi removido do Echo Show
shutterstock
YouTube tem gerado embate entre Amazon e Google desde setembro, quando aplicativo foi removido do Echo Show

Parece que a disputa entre Google e Amazon será levada para 2018. Após uma disputa judicial, a gigante das buscas retirou o YouTube da Fire TV, ainda mais cedo do que havia sido avisado pela empresa anteriormente. A situação gerou muita reclamação dos usuários do Twitter e do Reddit.

Leia também: YouTube divulga lista com os vídeos mais assistidos de 2017; confira

Segundo informações do site TechCrunch, a situação teve início quando a Amazon optou por criar uma versão própria do YouTube e adicionar os navegadores Silk e Firefox nas televisões da marca, com a intenção de que os usuários continuassem acessando o site por meio destes dispositivos. 

Ao ser questionada sobre o assunto, a Amazon não deu a entender que ess solução seria temporária. Um porta-voz da empresa se limitou a dizer que a plataforma de vídeos "e milhões de outros sites estão acessíveis ao usar um navegador web como o Firefox ou o Silk na FireTV”.

Se você é um sortudo usuário do Fire TV que ainda tem acesso à plataforma de vídeos do Google, saiba que não vai durar muito tempo. Afinal, caso o Google cumpra a promessa, o aplicativo será desativado por completo a partir do dia 1º de janeiro. 

Leia também: YouTube exclui mais de 150 mil vídeos de crianças com comentários pedófilos

A disputa

Toda a disputa entre Amazon e Google teve início em setembro, quando a empresa já parou de entregar suporte ao Echo Show. Na época, a gigante das buscas alegou que a experiência do usuário que o aparelho não era satisfatória.  

"A implementação pela  Amazon  do YouTube no Echo Show viola nossos termos de serviço, criando uma experiência de usuário ruim. Esperamos poder chegar a um acordo e resolver esses problemas em breve", disse a empresa.

Leia também: YouTube anuncia lançamento de recurso similar ao Snapchat

Já no início de dezembro, o Google anunciou impediria o acesso também por meio do Fire TV,. Neste caso, a justificativa da gigante é que a empresa se recusou a fazer uma parceria para desenvolver um aplicativo do YouTube e preferiu seguir usando uma espécie de "hack" para uso dos consumidores.

    Leia tudo sobre: YouTube
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.