Empresa tenta convencer usuários a trocarem de software de edição de vídeos


Por Bianca Hayashi, da MAC+

A Adobe aproveitou que os usuários profissionais estão descontentes com o novo Final Cut Pro X e decidiu aproveitar a brecha para aumentar as vendas de seu software de edição de vídeos. Até o dia 30 de setembro, quem comprou qualquer versão do Final Cut Pro ou do Avid Media Composer, poderá comprar o Adobe Creative Suite 5.5 Production Premium ou o Premiere Pro CS 5.5 com 50% de desconto.

Siga o iG Tecnologia no Twitter Siga o iG Tecnologia no Twitter


Ambos os produtos da Adobe foram lançados em abril de 2011. Estamos ouvindo de profissionais de vídeo que querem ferramentas profissionais que atenda às suas necessidades e também permita com que possam usar filmagens antigas e workflows, disse Jom Guerard, diretor geral e vice presidente da área de áudio e vídeo da Adobe ao Apple Insider .

A empresa ressalta o fato do Premiere Pro CS5.5 é compatível com os hardwares mais recentes da Apple (como as portas Thunderbolt), processador de 64 bits, CPUs multicore, com aceleração de processamento gráfico para efeitos em tempo real, correção e gradação de cor e renderização acelerada.

Desde o começo da semana, o departamento de relações públicas da Adobe vem chamando a atenção dos usuários sobre as vantagens de mudar para o Premiere Pro, que agora tem um site especial para o software. Na página, há uma cutucada para a Apple:

Você é um profissional. Tenha certeza que a sua ferramenta também é.

A frase resume parte das críticas ao Final Cut Pro X, a de que o programa é apenas um iMovie melhorado. A reclamação dos usuários foi tanta que a Apple precisou lançar um FAQ respondendo às perguntas mais frequentes e avisando de que melhorias estão por vir.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.