Empresas dos dois países testam novo tipo de conexão que pode aumentar a velocidade de redes de fibra ótica já estabelecidas


Por Daniel Pavani

A empresa sulafricana Seacom, em parceria com a americana Infinera, realizaram testes com um novo tipo de rede na África do Sul. Utilizando um novo tipo de circuito que integra canais de 100 GB/s, as duas empresas conseguiram atingir uma velocidade de transmissão até então inédita.

Siga o iG Tecnologia no Twitter Siga o iG Tecnologia no Twitter




O site IT News Africa conta que o teste, realizado na última segunda-feira, utilizou 5 canais de 100 GB/s em um único chip, para conseguir a inédita velocidade de 500 GB/s em uma distância de 1.732 km.

Esta incrível velocidade foi conseguida com uma tecnologia conhecida por CIF, ou Circuitos Integrados Fototônicos, desenvolvidos pela Infinera e que são formados por 5 canais coerentes. De acordo com a Seacom, esta foi a primeira vez que sistemas deste tipo conseguiram enviar e receber dados simultaneamente com essa velocidade.

A Infinera espera disponibilizar os CIFs até o ano que vem, o que possibilitará um importante upgrade nas linhas de transmissão da Seacom na África do Sul, já que permite o aumento da velocidade sem que seja necessário trocar as fibras óticas já instaladas. Assim, a capacidade da rede da Seacom já instalada poderá atingir velocidades de transmissão de até 8TB/s em terra e 4,8TB/s nos cabos submersos.

O CEO da Seacom, Brian Herlihy, explica que o evento é um importante marco para mundo e mostra também que projetos globais como este estão ao alcance da África. O CEO ainda afirma que o teste é uma prova de que a empresa está engajada em desenvolver uma rede de qualidade e alta velocidade para o continente africano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.