Órgão regulador pode multar a rede social em até R$ 675 mil

A Alemanha está investigando o Facebook sobre o recurso de reconhecimento facial desenvolvido pela empresa. Johannes Caspar, representante do órgão regulador de Hamburgo, disse ao New York Times que o recurso pode violar algumas leis européias de privacidade.

Siga o iG Tecnologia no Twitter Siga o iG Tecnologia no Twitter

Em uma carta enviada na terça-feira, Caspar pediu ao Facebook que desative o mecanismo na Alemanha em até duas semanas. O órgão regulador pode multar a rede social em até US$ 429 mil (aproximadamente R$ 675 mil).

Por meio de um porta-voz da empresa na Alemanha, o Facebook rebateu a alegação do regulador, dizendo que o recurso de marcação está em conformidade com a lei de privacidade européia.

Desde que o Facebook lançou o recurso de reconhecimento facial, na tentativa de automatizar o processo de marcações, a empresa tem sofrido críticas em alguns países, principalmente os da União Européia.

    Leia tudo sobre: facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.