Capacidade de carga é um dos fatores a serem avaliados na hora da compra

Muita gente acaba ficando no trabalho mais tempo do que gostaria, e nem sempre com um acesso a uma tomada. Ainda por cima, precisa voltar para casa no transporte público, lotado. Em muitas dessas situações precisamos acessar com mais frequência nossos celulares e tablets. Mas, infelizmente, a tecnologia ainda não chegou lá, e qualquer dispositivo utilizado de forma intensa por mais de cinco horas já começa a precisar de um gás extra.

Por isso, nada melhor do que ter uma bateria extra consigo, que pode te salvar ou te alegrar em muitas ocasiões. Testamos seis modelos diferentes de baterias externas para que você possa escolher uma que caiba no seu bolso, figurativa e literalmente falando. Confira o teste.

Design

O visual é sempre um item bem pessoal, e a melhor bateria para você dependerá de qual o uso. Se não tem muito espaço, é bom preferir uma menor, como a ULTRA'GO mini da Calibre, a da BlackBerry ou até mesmo a iPower da Youts, que de quebra ainda traz uma lanterna.

Se você preza por um bom visual, tanto a da Calibre como a CP-F5 da Sony são boas opções, pois são feitas em metal (mais resistente que as outras, em plástico) e trazem um aspecto mais elegante e sóbrio.

A mais leve é a da BlackBerry, mas ela é também muito fraca. Juntando potência com visual interessante, quem sei sai melhor nesse quesito é a NPB-80 da Niivo, que parece um produto Apple e conta com carga de 3500 mAh. O preço, no entanto, é mais alto do que o dos concorrentes.

Capacidade de carga

Na tabela mais abaixo deste artigo você pode conferir qual é a capacidade de carga de cada uma delas. A NPB-80 é a mais potente, com 10.400 mAh e a Charger Bundle a mais fraca, com apenas 1.800 mAh. 

É possível dizer que, no quesito custo/benefício de carga e preço, a que se sai melhor é a Charger Buddy da C3, pois tem carga e preço médios no mercado. Os outros produtos serão ou não escolhidos de acordo com suas necessidades de espaço, preço e carga.

A velocidade de carga é um item importante, além da capacidade, pois às vezes você precisa de rapidez também. Fizemos o teste com a recarga do smartphone Motorola Moto X, que possui bateria de 2.200 mAh, e o resultado é apresentado na tabela abaixo.

Tabela comparativa de baterias externas
Reprodução
Tabela comparativa de baterias externas


Tecnologias extras

Um diferencial entre esses produtos é a forma como eles informam seu funcionamento ao usuário. A que mostra suas necessidades de forma mais clara é a Charger Buddy, pois conta com um display LED que mostra a porcentagem restante. Outras informam dados  por meio de LEDs, como é o caso da iPower, da Charger Bundle e da CP-F5 que, dependendo do estado da carga, piscam em ritmo e cores diferentes.

A NPB-80 traz quatro LEDs que indicam a carga, algo como visto nos computadores portáteis da Apple. A mais diferente é a ULTRA'GO da Calibre, que diz quanto ainda tem de carga ao abrirmos a tampa que protege as conexões, vibrando uma vez para cada 25% disponíveis (mas ela também possui um LED).

Em matéria de conexões, a Charger Buddy da C3 Tech é imbatível. Além da USB para reencher a carga, ela traz mais três outras USB, uma macho microUSB para smartphones, tablets e outros e duas USB fêmeas, que funcionam com equipamentos que trazem cabos, como câmeras, GPS, etc.

Baterias portáteis têm diferentes voltagens para recarga
Stella Dauer
Baterias portáteis têm diferentes voltagens para recarga

A NPB-80 também sai do básico e traz duas conexões de 10V, que promete carregar mais rapidamente os dispositivos que possuem tecnologia para tal.

A Charger Buddy, além das várias conexões, vem com um cabo que traz três conectores diferentes: microUSB, miniUSB, 30-pin e AC. Essas conexões também possuem amperagens diferentes, e por isso carregam com mais eficiência dispositivos diferentes. Ele vem com cabo microUSB embutido, evitando ter que carregar mais coisa por aí.

E, se você tem um Z10 da BlackBerry, obviamente o Charger Bundle será uma mão na roda, pois além de recarregar seu aparelho, vem com uma bateria extra do aparelho, e pode reencher a bateria esgotada enquanto a outra vai para dentro do aparelho. Também já vem com cabo embutido.

A CP-F5 não possui nada muito diferente, mas conta com tecnologias contra sobrecargas e altas temperaturas, sendo mais segura, caso isso seja muito importante para você. A iPower traz uma lanterna, o que a deixa com mais uma utilidade além da recarga.

Desvantagens de cada modelo

É preciso falar também sobre o que não agradou em cada uma delas. A iPower esquentou bastante enquanto carregava um smartphone; a CP-F5 não parece ter atrativos o suficiente para seu preço.

A Charger Buddy é trambolhuda e desengonçada, enquanto a ULTRA'GO é extremamente vagarosa para recarregar um aparelho. A Charger Bundle da BlackBerry, na verdade, é realmente útil apenas para usuários da plataforma que possuam um Z10.

Qual a melhor?

No final, a decisão é sempre de quem vai comprar o produto. É preciso avaliar suas necessidades, e quais itens estaria disposto a deixar de lado para priorizar outros. A Charger Buddy da C3 é o que tem melhor custo/benefício, mas seu visual não é muito bonito.

A ULTRA'GO mini e a CP-F5 são muito bonitas, mas bem mais caras. Se você precisa de muita carga, a NPB-80 é a pedida, embora ela não seja muito pequena. Para ter algo sempre a tiracolo para emergências, a iPower e o Bundle da BlackBerry são boas opções.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.