Principal novidade do celular, editor de profundidade tem opções na versão beta; foco seletivo, no entanto, se sai bem ao destacar um dos planos da foto

Um dos modelos lançados em agosto pela Motorola (ou Lenovo, como preferir), o Moto G5S Plus é um celular que chama a atenção por sua câmera traseira dupla. O aparelho conta com dois sensores de 13 megapixels e abertura de f/2.0, o que possibilita obter melhores resultados em fotos com foco seletivo. O software de câmera também oferece outras opções de edição que aproveitam os dois sensores.

Botões de volume e liga/desliga ficam à direita no Moto G5S Plus; aparelho tem suporte para dois chips
Victor Hugo Silva/Brasil Econômico
Botões de volume e liga/desliga ficam à direita no Moto G5S Plus; aparelho tem suporte para dois chips

Leia também: Galaxy J5 Prime é smartphone com design sofisticado por preço acessível

Em relação ao Moto G5 Plus, versão anterior do aparelho, há uma leve melhoria na memória RAM e na câmera frontal. No entanto, quando o assunto é o espaço de armazenamento, o processador e a capacidade da bateria, o Moto G5S Plus permanece idêntico. O Brasil Econômico analisou o smartphone da Motorola e você confere abaixo as principais impressões sobre o aparelho.

Câmera traseira dupla é destaque

A câmera dupla traseira é o principal destaque do smartphone da Motorola. Como em outros celulares, os dois sensores funcionam quase como a visão humana e conseguem destacar melhor uma parte da foto. As duas lentes oferecem boas fotos quando o objetivo é focar em uma pessoa, um objeto ou até mesmo o cenário enquanto a pessoa é desfocada. Para ativar o efeito bokeh, como é conhecido, é preciso selecionar o "Modo Profundidade" e tocar, na tela, sobre o plano que será realçado.

Lente da câmera traseira do Moto G5S Plus possui um alto-relevo; smartphone tem sensores de 13 megapixels
Victor Hugo Silva/Brasil Econômico
Lente da câmera traseira do Moto G5S Plus possui um alto-relevo; smartphone tem sensores de 13 megapixels

Leia também: Ainda mais veloz, intermediário Moto Z2 Play é mais um acerto da Motorola

O software da câmera permite, ainda, definir a intensidade com que um dos planos é desfocado, dando aos usuários mais controle sobre a imagem final. O problema ocorre quando testamos outras opções disponíveis no "Editor de Profundidade", aplicativo criado para a Motorola para aproveitar as vantagens da câmera dupla.

Reprodução
"Editor de Profundidade" do Moto G5S Plus ainda tem recursos na versão beta

Em alguns casos, as opções que prometem deixar uma área da foto em preto e branco ou substituir o plano de fundo da foto podem não funcionar como esperado. A própria Motorola fez questão de informar à imprensa sobre as melhores práticas com a ferramenta – ainda na versão Beta , mas com expectativa de atualização. Em nossos testes, os efeitos apresentaram resultados melhores em fotos de pessoas com enquadramento fechado e sem objetos como mesas e cadeiras por perto. O sistema aparenta ainda ter um pouco de dificuldades para diferenciar pessoas de objetos.

No modo automático, a câmera se sai bem tanto em ambientes claros como em locais com baixa luminosidade. Algumas fotos tiradas à noite podem apresentar um ruído indesejado, especialmente se o seu objetivo for registrar cenários mais abertos como uma avenida ou um parque.

Já a câmera frontal, com sensor de 8 megapixels, flash LED e abertura de f/2.0, consegue tirar boas fotos tanto em selfies individuais, quanto em grupo. A Motorola incluiu, ainda, os modos "Panorama", para você capturar uma área maior do cenário, e "Beauty", que ajuda a remover pequenas marcas na pele.

Tela um pouco maior

A tela do Moto G5S Plus ficou um pouco maior na comparação com a versão anterior, passando para 5,5 polegadas. O visor IPS LCD tem resolução Full HD (1.920 x 1.080 pixels) e inclui os botões capacitivos para a navegação no Android, isto é, os comandos para voltar, para ir até a página inicial e para visualiar os aplicativos recentes exibidos na tela. Graças ao leitor de impressão digital, é possível aproveitar ainda mais o espaço do display.

O celular permite que os usuários façam movimentos sobre o leitor que representam estes botões. Assim, ao deslizar o dedo no leitor da direita para a esquerda, o sistema entende que você deseja voltar para a tela anterior. Deslizar o dedo da esquerda para a direita indica que você deseja ver todos os aplicativos recentes. Um toque leve sobre o leitor te leva à tela inicial do Android.

Design poderia ser ainda melhor

A Motorola seguiu uma linha de design parecida com o modelo anterior, com traseira curva e o leitor de impressão digital em baixo-relevo – o que é uma ótima melhoria se comparado ao antigo leitor quadrado, presente em aparelhos como o Moto Z Play , por exemplo. Por outro lado, o alto-relevo da lente da câmera traseira segue como um problema no visual do Moto G5S Plus, que parece não ter a mesma firmeza de outros modelos quanto está em uma superfície plana. 

Ao contrário dos celulares da linha Z, no entanto, a questão não pode ser resolvida com o uso de uma Moto Style Shell, as capinhas que se conectam com os imãs na parte traseira do celular. No conjunto da obra, o Moto G5S Plus tem um visual interessante com os cantos arrendondados, o acabamento em alumínio na parte traseira, que permite oferecer mais durabilidade, e a tela preenchendo boa parte da área frontal.

Moto G5S Plus tem suporte para TV digital, rádio FM e cartão microSD de até 128 GB
Victor Hugo Silva/Brasil Econômico
Moto G5S Plus tem suporte para TV digital, rádio FM e cartão microSD de até 128 GB

Leia também: Como rastrear um celular perdido ou roubado

Apesar de contar com uma traseira curva, o que sugere uma boa ergonomia, o tamanho do aparelho pode dificultar toques em algumas partes da tela quando você começa a usar o celular. Os botões de volume e liga/desliga ficam localizados no canto direito do smartphone. Já a bandeja de chips de operadoras e cartões de memória ficam do lado esquerdo.

Vale lembrar que o o aparelho não oferece suporte para usar um segundo chip ao mesmo tempo que o cartão de memória. Os usuários precisam escolher entre um e outro. Já a saída de som e a entrada para cabos Micro USB ficam localizados na parte de baixo do celular. Já a entrada para fone de ouvido – também utilizada para a antena da TV digital – fica localizada no topo do smartphone. 

Processador e bateria intactos

Quando o assunto é a velocidade de processamento, o Moto G5S Plus permaneceu praticamente idêntico à sua edição padrão. Com processador Qualcomm Snapdragon 625 de oito núcleos a 2,0 GHz, quem optar pelo celular da Motorola não terá problemas para executar vários aplicativos pesados ao mesmo tempo. A boa notícia é a melhoria na capacidade da memória RAM, que passou de 2 GB para 3 GB, contribuindo para a execução rápida de vídeos e de jogos com gráficos mais avançados.

Leia também: Saiba como visualizar o Status de um contato do WhatsApp pelo computador

Com bateria de 3.000 mAh – mesma capacidade do Moto G5S –, o smartphone tem capacidade de durar o dia inteiro mesmo se você tiver um perfil de usuário um pouco mais avançado, isto é, se além de acessar as redes sociais e ouvir música, você também costuma usar o celular para assistir a filmes e séries na Netflix ou para executar jogos um pouco mais pesados.

Android

Conhecida por fazer um bom uso do sistema operacional do Google, a Motorola segue investindo em poucas alterações e com a inclusão de recursos simples que realmente ajudam os usuários. Com Android 7.1.1 Nougat, o Moto G5S Plus conta com as chamadas "Moto Ações" que entendem movimentos e executam recursos rápidos. Ao virar o aparelho para baixo, por exemplo, o modo "Não perturbe" é ativado e você não é interrompido por notificações e chamadas.

Conclusão

O Moto G5S Plus é um dos celulares intermediários que mais tentam apresentar algo de novo para o mercado. Ainda que incompleta, a câmera traseira dupla e seu Editor de Profundidade é o tipo de item que faz os usuários desempatarem dúvidas entre dois ou mais smartphones. Vale lembrar que facilidades como o leitor de impressão digital e as Moto Ações – os movimentos que podem ser feitos para ativar a câmera ou a lanterna – facilitam demais o seu dia a dia.

Com preço estimado pela Motorola em R$ 1.499 – que deverá cair nos próximos meses –, o smartphone é uma boa opção se você não quer gastar rios de dinheiro, mas espera uma experiência premium em seu novo smartphone ao mesmo tempo em que conta com recursos como TV digital, rádio FM e suporte para dois chips.

Ficha Técnica

Configurações: processador Qualcomm Snapdragon 625 octa-core de 2,0 GHz, tela IPS Full HD de 5,5 polegadas (1.080 x 1.920 pixels, 401 ppi), câmera traseira dupla de 13 megapixels cada com flash Dual LED e abertura f/2,0, câmera frontal de 8 megapixels com flash e abertura de f/2,0, 32 GB de armazenamento com suporte para cartão micro SD de até 128 GB, memória RAM de 3 GB, bateria de 3.000 mAh (com carregador Turbo Power de 15 W), Android 7.1.1 Nougat, 4G, Wi-Fi 802.11 a/b/g/n, NFC, Bluetooth 4.2, dual chip, portas de 3,5 mm (fone de ouvido), Micro USB e TV digital.

Dimensões: 15,3 x 7,6 x 8,04 cm

Peso: 170 g

Preço: R$ 1.499 (via Motorola)

Confira algumas fotos do Moto G5S Plus:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.