Laptop é leve, fino e dá conta do recado nas tarefas mais comuns

Quando o Macbook Air foi lançado, em 2007, os fãs de tecnologia perceberam na hora os benefícios de um notebook ultrafino, leve e elegante. A partir daquele momento, era só uma questão de tempo até que as outras empresas de tecnologia desenvolvessem sua própria versão de notebook ultrafino. E assim, com a ajuda da Intel, foi criado o ultrabook, que de quebra está tomando o lugar dos netbooks. O Série 5 é a versão da Samsung. Vamos conferir mais sobre esse portátil.

A favor:

• Leve e bonito;
• Tela HD brilhante com acabamento que minimiza reflexos;
• Processamento rápido.

Contra:
• Não há mais leitor óptico para CDs ou DVDs;
• Teclado não tem iluminação;
• Sem armazenamento SSD completo.

Design

O design do Série 5 lembra muito o Macbook Air, ao mesmo tempo em que se diferencia dele em alguns detalhes. Explico: Apesar de ser prateado e ter o teclado estilo chiclete preto, ele tem várias partes de plástico, não tem corpo criado em uma só peça (unibody) e o prateado é mais um cinza escuro, com textura que lembra ligeiramente aço escovado.

O notebook é muito bonito e leve: apenas 1,45 quilo. Isso faz uma grande diferença na sua mochila quando você tem que pegar transporte público todos os dias para trabalhar ou ir à faculdade.

Luzes indicam funcionamento do Wi-Fi e de outros recursos
Stella Dauer
Luzes indicam funcionamento do Wi-Fi e de outros recursos

Na frente, luzes LED informam o funcionamento do HD, do Wi-Fi, do ultrabook e da bateria.

Há ainda um microfone embutido próximo ao teclado, uma saída de som logo abaixo da tela e uma webcam de 1,3 megapixel acima dela.

O teclado é do tipo chiclete,  preto fosco com letras brancas e bastante confortável – embora não tenha o teclado numérico. Só faltou a iluminação para ajudar em ambientes escuros.

O trackpad possui botões do mouse separados da área de toque e aceita gestos com mais de um dedo. A navegeção é suave e não enrosca, mas os botões são bem barulhentos.

Tela

A tela do Série 5 é muito boa. São apenas 13,3 polegadas, mas isso faz parte de sua essência portátil. Entretanto, sua resolução é a mesma do que uma boa tela de 15 polegadas – 1366 x 768 pixels –, definição condensada. Ela é wide (16:9), tem alta definição e é retroiluminada por LEDs.

Veja mais análises de notebooks

As cores são equilibradas, o preto é bem escuro e a tela é muito brilhante e luminosa. Para completar, tem acabamento matte (fosco) o que deixa o ultrabook bom para ser utilizado em locais com luz incidente, como sob o sol.

Conexões

Do lado direito encontramos uma entrada Gigabit Ethernet – que precisa ser "aberta" para acomodar o cabo –, uma conexão USB 3.0, conexão HDMI, entrada dupla que acomoda microfone e fones e saída de som e uma display port. No esquerdo ficam duas USB 2.0 e um leitor de cartões 4 em 1.

A pergunta é: cadê o leitor ótico? Já era, e a Apple mais uma vez dita a moda e decreta a aposentadoria de CDs e DVDs. Quanto às conexões sem fio, o de sempre: temos Wi-Fi 802.11 b,g e n e Bluetooth 3.0.

Processamento e sistema

O conjunto de processamento desse ultrabook é formado por Intel Core i5 2467M de segunda geração, 4 GB de memória soldada na placa (com slot para mais um pente) e placa gráfica Intel GMA HD. O conjunto no geral não é fantástico, e por isso não deve servir para editar vídeos.

Mas no geral, para navegar na internet e utilizar uma série de aplicativos - suíte Office, player de vídeo e até outros como Photoshop, InDesign, Illustrator - ele tem bom desempenho. Pelo seu tamanho e conjunto de hardware, percebe-se que ele não deve ser o único computador de alguém que exige muito da máquina, e sim um reserva, ou o principal de alguém que trabalha com textos, etc.

Série 5 traz versão de 64 bits do Windows 7
Stella Dauer
Série 5 traz versão de 64 bits do Windows 7

Seu HD tem 500 GB, um bom volume para o modelo. Há também um SSD de 16 GB que serve como Express Cache, ou seja, aumenta a velocidade da máquina armazenando informações temporárias em um drive muito mais rápido. Uma boa ideia que funciona muito bem.

A Samsung também cita três tecnologias que dizem deixar o ultrabook mais veloz. O Fast Booting liga o computador em apenas 20 segundos; o Fast Start liga a máquina em 2 segundos se ela estiver em hibernação avançada; e o Fast Browsing ajuda a deixar a navegação dos seus sites preferidos até duas vezes mais rápida. Os dois primeiros realmente se comprovaram, mas não pudemos ver diferença efetiva no Fast Browsing.

Vale citar que esse computador é extremamente silencioso. O máximo que ouvimos, às vezes, é o HD fazendo um barulho baixo. Ele também esquenta pouco. Mesmo quando utilizado sobre pano (cobertas, almofadas) ele se manteve apenas morno.

O sistema instalado nele é o Windows Home Premium 64 bits, uma versão bem completa do sistema, para aqueles que já sabem um pouco mais sobre Windows e podem se aventurar em configurações mais complexas. O IEW - Índice de Experiência Windows - marcou 4,6 pontos, mas isso não significa um desempenho ruim.

O Windows sempre mede a nota pelo item inspecionado que teve a menor nota, o que nesse caso foi o elemento gráfico. Como a placa de vídeo é simples, e integrada na placa mãe, não tem a maior qualidade. Mas em todos os outros quesitos, as notas foram todas acima de 5,9, com o processador marcando nota de 6,3 – a nota máxima é 7,9.

Bateria e mídia

Por ter tela menor e de LED - que gasta menos energia -, além de um conjunto gráfico considerado econômico - ajudado pelas funções que o deixam mais veloz, como o SSD cache -, o ultrabook Série 5 demonstrou uma boa duração de bateria. A Samsung promete 6 horas e meia, e nossos testes registraram 6 horas. A Samsung também explica que a bateria tem longa vida útil, e pode durar até três anos, ou 1.500 ciclos.

Leve e com tela brilhante, o Série 5 é uma boa pedida para vídeos. O som não é muito alto, mas o estéreo surpreendeu, uma vez que só há uma saída aparente de som embaixo da tela. Com fones de ouvido também há uma boa qualidade de som.

O que vem na caixa

Na caixa do Série 5 encontramos o de sempre: o ultrabook, manuais, cabo de força, fonte, CDs de instalação… CD? É irônico, mas verdadeiro. O CD de recuperação do sistema Windows vem no pacote, ou seja, se você precisar colocar seu sistema em ordem, será necessário arranjar um leitor ótico externo. E não é em todos os lugares que temos um desses.

O conjunto também inclui um adaptador display port /VGA, uma vez que não há nenhuma saída de vídeo nesse padrão. Uma atitude simpática da Samsung. A Apple põe um adaptador similar à venda por um preço nada amigável.

Para quem é

O Ultrabook Samsung Série 5 é para usuários que precisam de mobilidade sem perder itens importantes, como um teclado extenso, tela grande e conexão USB. Após a chegada do Macbook Air, os ultrabooks chegaram para suprir a necessidade de quem trabalha ou prefere usar o Windows. Sem dor nas costas, sem excesso de peso, ele é praticamente tão portátil quanto um iPad.

Ficha técnica

Samsung Série 5 530U3B

Preço: R$ 2.178
Configuração:  tela de 13.3" LED HD com resolução de 1366 x 768 pixels, sistema Windows 7 Home Premium 64 bits, processador Intel Core i5 2467M, 4 GB de memória RAM, placa de vídeo Intel GMA HD, 500 GB HDD + 16 GB iSSD Express Cache, Wi-Fi 802.11 b/g/n, Bluetooth 3.0, USB 3.0, webcam de 1,3 megapixel
Dimensões: 31,5 x 21,8 x 1,4 ~ 1,7 cm
Peso: 1,45 kg
Autonomia de bateria: 6h
Itens inclusos: Cabo de força, fonte, adaptador display port/VGA, manuais e CD de instalação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.