Disponível no mercado brasileiro com preço de R$ 710, câmera da Sony oferece fotos com boa resolução, para quem quer qualidade superior à oferecida pelo smartphone

Câmeras compactas atualmente lutam para se manter no mercado. Com a evolução cada vez mais rápida das câmeras de smartphones, e a queda de preço de câmeras semi-profissionais, elas estão quase deixando de ter sentido. Por isso, o que vale agora é colocar recursos interessantes, que vão além da câmera, para atrair consumidores.

LEIA TAMBÉM:
Com ótima câmera e 4G, Lumia 920 é o melhor da Nokia
Com 3G e Android, Galaxy Camera traz recursos de smartphone para câmera digital

Esta é a proposta da câmera compacta TX20, fabricada pela Sony. De fábrica, ela já vem com resistência à água, queda e poeira. Além disso, a câmera oferece recursos divertidos de fotos, software de gerenciamento embutido e serviço de armazenamento na nuvem. Confira a análise:

A favor:

• Resistência à água, queda e poeira;
• Disponível em bonitas cores;
• Conexão mini HDMI;
• Funciona com cartão SD e Memory Stick.

Contra:

• Preço um pouco elevado;
• Não possui conexão Wi-Fi;
• Conexão proprietária.

Design

Seu visual é muito bonito, embora não fuja dos modelos de câmeras compactas disponíveis ao mercado. A lente é fixa e fica protegida pela tampa que cobre metade da frente do aparelho e, quando deslizada para baixo, liga a câmera. O modelo testado tem a cor preta, mas a câmera também pode ser encontrada em rosa, verde, prata, laranja e cinza escuro. Essas duas últimas opções também possuem tampa texturizada.

Com 235 gramas ela é leve, e seu tamanho se acomoda bem nas mãos. É compacta e bem sólida, com a maior parte de seu corpo sendo feito de metal. A tampa e toda a frente são de metal, a traseira é quase toda em vidro, com apenas uma moldura ao redor da câmera feita de plástico. Na frente temos, com a tampa aberta, a lente, flash, luz de apoio e microfones estéreo.

Ela é reta embaixo, e nos outros lados é arredondada para se encaixar melhor na mão. A parte superior conta com o botão de energia, LED de aviso, botão de disparo, de reprodução e de vídeo, além de um dimmer para o zoom. Do lado esquerdo ficam a corda de mão e as conexões mini HDMI e uma proprietária da Sony, para carga e dados.

Tampas reforçadas garantem resistência da TX20 contra água e poeira
Stella Dauer
Tampas reforçadas garantem resistência da TX20 contra água e poeira

Na parte inferior ficam a rosca para tripé e uma tampa que cobre a entrada da bateria e do cartão de memória. Todas as tampas são hermeticamente fechadas e protegidas com fechos fortes e borracha, o que garante a resistência da TX20 contra água, já que a câmera pode ser utilizada a uma profundidade de até 5 metros.

Além de água, ela também aguenta quedas de até 1,5 metro. A lente é protegida para aguentar poeira e outras partículas como areia. Entretanto, vale sempre lembrar que todo o cuidado é pouco e, dependendo da superfície, ela pode se estilhaçar a 30 centímetros do chão.

Em nossos testes, ela aguentou bem pequenas quedas e não teve qualquer estrago. Na prova debaixo d'água também, a câmera também funcionou bem: é possível levá-la em uma piscina e tirar fotos subaquáticas, mas não recomenda-se seu uso na água do mar, embora ela possa ser utilizada na praia sem problemas.

Usabilidade

Sendo bem compacta, ela se encaixa bem na mão de crianças e pessoas com mãos pequenas, mas talvez os que possuem mãos e dedos muito largos tenham dificuldade em lidar com botões tão pequenos. A facilidade de ligar a câmera ao abrir a tampa é um diferencial.

Mas seu maior destaque é a tela de LCD com 3 polegadas que fica na traseira. Graças a ela não são necessárias uma dezena de botões para configurar os ajustes da câmera. Sendo tão pequena, é muito bom que a tela seja tão espaçosa e brilhante, isso ajuda muito na interação.

A tela é de vidro, mas sua tecnologia é resistiva e capacitiva. Isso significa que você não precisa mexer nela apenas com os dedos, e justamente por isso a Sony envia na caixa uma caneta de edição que, pequena, pode ser fixada na cora de mão e ser utilizada a qualquer hora. O toque é muito suave e a tela é bastante sensível, reconhecendo o toque alguns milímetros antes de encostar na tela.

Na interface de disparo ficam dispostas diversas informações e praticamente todas já são botões de ajuste, como flash, temporizador, menu, tamanho de imagem, modo de gravação, reprodução de imagens, entre outros. O foco, que é constante, também pode ser escolhido por toque, outro ajuste muito prático.

Os menus são claros e possuem botões grandes. Além dos ajustes de fotos, você pode ativar um grid, iluminador do auto foco, redução de ruído de vento na filmagem, entre muitas outras coisas. Você também pode personalizar a janela de captura, escolhendo os itens que mais costuma mexer para ficarem na tela, sempre à mão.

E se o usuário é bem leigo e tem receio de apertar algo errado, basta ativar o modo Fácil. Ele deixa na tela letras maiores e apenas informações essenciais para o uso básico, como fotos restantes, flash, nível de bateria e reprodução de imagens. A câmera também conta com sensor de movimento, e ajusta automaticamente a foto quando ela é tirada com a câmera virada.

Nesta câmera a Sony se preocupou muito com a explicação mais clara possível de todos os conceitos e termos que exibe. Além de um botão de interrogação ficar sempre presente na hora da foto, no canto inferior esquerdo da tela, todo menu conta com um botão de balão de interrogação. Quando ativado, ele explica tudo sobre o que seu dedo clicar, ótimo para quem quer aprender mais sobre fotografia.

Outra vantagem é o suporte da TX20 a cartões de memória do tipo Memory Stick (que só a Sony usa) e também SD, padrão e muito mais popular. O usuário, no entanto, precisa de atenção na hora de encaixar um ou outro, pois a ranhura para o cartão é bem larga, e você pode estragar algo.

Ela possui conexão mini HDMI, e por isso pode ser ligada a uma TV HD para passar todos os seus arquivos, incluindo os vídeos em Full HD. É possível inserir músicas na memória da câmera, e assim realizar um slideshow com sua faixa preferida.

Funções extras

São vários modos de foto. O Auto (escolhe tudo para você) e o Superior Auto, que além de escolher os melhores ajustes, também ativa a estabilização e a redução de ruído quando necessário; Filme, Programar Automático (exposição automática com definições ajustáveis), Cena filmagem panorama (faz fotos panorâmicas arrastando a câmera pela imagem), Desfocagem de fundo, Efeito de imagem, Cenas e Fotografia 3D.

Menu explicativo e vários modos de foto fazem a diferença para usuário que busca fotos com melhor qualidade do que as tiradas com smartphone
Stella Dauer
Menu explicativo e vários modos de foto fazem a diferença para usuário que busca fotos com melhor qualidade do que as tiradas com smartphone

O modo "Efeito de imagem" traz sete efeitos de imagem, como pintura HDR (era para ficar parecido com um desenho, mas não funciona bem), monocromático com tons ricos, miniatura (efeito Tilt Shift), Câmera brinquedo (você escolhe entre quatro tons coloridos para fotografar), Sair Cor (deixa as cores mais vivas), Cor parcial (você pode escolher apenas um tom de cor para sobressair na imagem, e o resto fica em preto e branco) e Tecla alta Suave, que suaviza as cores das fotos.

As cenas disponíveis são as tradicionais, e também algumas diferentes: Pele suave, Foto suave, Anti-desfoque por movimento, Paisagem, Correção contraluz HDR, Retrato noturno, Cena noturna, Crepúsculo sem tripé, Alta sensibilidade, Gourmet, Animal de estimação, Praia, Neve, Fogos de artifício, Subaquático e Obturador em alta velocidade. São alguns ajustes manuais escondidos em cenas.

Embora não pareça de cara, a TX20 faz fotos em 3D, mas essas não podem ser vistas na tela da câmera, apenas em TVs preparadas para a tecnologia 3D. Elas podem ser capturadas em modo Fixo, Panorama e Ângulo Múltiplo. O primeiro tira uma foto "normal" em 3D; o segundo, como o nome diz, faz panoramas em 3D e o terceiro é o 3D chamado estereoscópico, pois pode ser visualizado também na câmera.

A câmera produz uma imagem em estereoscopia, que funciona tanto no aparelho – movendo o aparelho para esquerda e para direita – como em aparelhos que reproduzem 3D. Ela varre o ambiente de ângulos diferentes e os junta em uma imagem, dando assim uma pequena sensação de profundidade. A varrição de panorama sem efeito 3D tem os modos normal e subaquático. É possível realizar, posteriormente à foto, pequenas edições e acertos na imagem, colocar em um calendário ou realizar um slideshow.

Na hora de conectar a TX20 ao computador, vemos que ele abre não apenas o cartão de memória, como também a memória interna, além de um outro disco, que contém informações para download de aplicativos úteis para as fotos. Se você preferir usar seu próprio software de importação de fotos, a Sony também dá dicas de como fazer isso em detalhes.

Nesse disco você também encontra o link para registrar sua máquina, o que garante facilidade no caso de ter de acionar a garantia, realizar downloads de updates, entre outros. A Sony oferece dois anos de garantia.

Para Windows, há o aplicativo PlayMemories Home, um gerenciador de fotos que se conecta ao serviço na nuvem de nome PlayMemories Online, que funciona também com tablets, TVs, smartphones e câmeras profissionais da marca. Assim que você pluga a câmera o programa se abre, e as fotos podem ser trocadas entre vários aparelhos.

Fotos e vídeos

O sensor CMOS Exmor R de 16.2 megapixel desta pequena não fez feio. Combinado ao conjunto de lentes Carl Zeiss Vario-Tessar, ela mostrou boa estabilidade e imagens equilibradas, com ótimas cores, acuidade e nitidez. O tempo entre os disparos é de aproximadamente um segundo, a velocidade do obturador pode ir de 1 segundo a -1/1,600 e a abertura vai de 3.5 a 4.6.

Não há muito o que comentar sobre as fotos, elas cumprem com as expectativas. Em situações de luz média, as imagens apresentaram um pouco de granulado, mas nada que incomodasse. Em fotos noturnas conseguiu se sair bem e, apesar do granulado, as cores não foram muito afetadas. O macro funciona bem e, em boa luz, a câmera cumpre seu papel.

No zoom (que possui ótico de 4x e digital de 16x) as imagens perdem nitidez e um pouco de acuidade, mas mantiveram boas coras também. O flash, se bem usado, a uma certa distância da câmera, até pode ajudar, mas se tirado para retratos não fica muito bem.

Durante a foto no modo automático (e também em alguns outros modos), é possível ajustar o tamanho da imagem (que, no formato wide, só vai até 12 megapixels), disparo contínuo, macro, compensação de luz, reconhecimento de cena (no avançado, tira também uma foto no modo noturno, só para garantir), obturador por sorriso (dispara a foto de acordo com o tamanho do sorriso) e detecção de rostos (automático ou com prioridade para adultos ou crianças).

No modo de Programa você também pode mexer no ISO (que vai de automático, 125 a 3.200), equilíbrio de branco, tipo de foco e modo do medidor. No modo de vídeo, também é possível selecionar cenas, obturador por sorriso, entre outros.

A gravação em vídeo, que pode ser feita até em Full HD, se mostrou satisfatória. O zoom pode ser feito durante a filmagem, e a acuidade e a nitidez ficaram muito bons. No quesito captação de áudio, a TX20 se saiu bem. Os microfones estéreo localizados na frente da câmera tem qualidade, e captaram som até mesmo atrás de usuário, com clareza.

Durante a filmagem é possível tirar fotos, bastando apertar o botão de disparo. Ela pode ser em 3 ou 12 megapixels. O usuário também pode ajustar o SteadyShot, a estabilização durante a gravação, podendo ser moderada ou ativa.

Seu formato de vídeo captado é o AVCHD que, sendo um pouco menos popular que o MPEG-4, exige um pouco mais de trabalho para ser passado para o computador. No Mac, por exemplo, é um formato que exige conversão ou apresenta sérios problemas de qualidade. No Windows, você pode usar o aplicativo da memória.

A bateria da TX20 é normal, e conta com 600 mAh. Isso é o suficiente para quase duas horas de vídeos ou 250 fotos. Para carregar, é preciso deixar a câmera conectada à energia por um período de 3 a 4 horas.

O que vem na caixa

Dentro da caixa da TX20 temos a câmera, sua bateria, corda de mão, um cartão de memória Memory Stick de 8GB, manuais, cabo de dados USB, cabo de alimentação, carregador da bateria e a caneta editora.

Para quem é

Mesmo com os smartphones tendo câmeras mais potentes, ainda não atingem a qualidade de uma compacta. Os que preferem fotos com mais qualidade, sem ter de apelar para máquinas maiores, continuarão procurando as compactas.

A TX20 sai do convencional e oferece resistência à água, poeira e quedas, e também conta com recursos que facilitam a vida de quem está no começo e quer aprender um pouco mais sobre a fotografia. Seu valor é um pouco elevado, mas como ela passa do básico, pode valer a pena.

Ficha técnica

Sony Cyber-shot DSC-TX20

Preço: R$ 710
Resolução: 16.2 megapixel
Zoom: Ótico de 4x e digital de 16x
Tipo de sensor: CMOS Exmor R
ISO: Auto, 125, 200, 400, 800, 1600, 3200
Estabilizador ótico de imagem: Optical SteadyShot
Detecção de rostos: sim
Detecção de sorrisos: sim
Configurações: Tela sensível ao toque de 3 polegadas, resolução de 16.2 megapixels, zoom óptico de 4x e zoom digital de 16x, sensor CMOS Exmor R, ISO, estabilizador óptico de imagem, detecção de rosto e sorriso, imagens em formato JPEG, vídeos nos formatos AVCHD / MP4, cartão de memória SD e Memory Stick, lentes Carl Zeiss, conexão proprietária e micro HDMI.
Dimensões: 9,59 x 5,62 x 1,79 cm
Peso: 235 gramas
Itens inclusos: câmera, bateria, carregador de bateria, cabo de alimentação, cabo USB, cordão de mão, manuais e caneta editora.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.